sexta-feira, 17 de julho de 2009

ENDEMIA, EPIDEMIA E PANDEMIA



O que são estas três palavras? Elas explicam as doenças no mundo ou mesmo surtos, como veremos abaixo:

- Endemias: Podemos dizer que é uma doença que aconteceu numa determinada região e que está sempre acontecendo como a Malária, que é crônica e encontrada sempre no interior do nosso país. No Brasil, existem 9 tipos de endemias rurais:

1- Febre Amarela: causada por vírus amarílico (Arbovírus do grupo B) e transmitida pelo mosquito do gênero Haemaggogus;

2-Malária: causada pelo protozoário esporozoário do gênero Plasmodium com as espécies P. vivax, P. falciparum, P. malariae e P. ovale e transmitida pelo mosquito Anopheles sp.; podemos dizer que temos diferentes tipos de malária como a Terçã benigna, causada pelo P. vivax, com acesso febril de 48h; a terçã maligna, causada pelo P. falciparum com acesso febril a cada 36 ou 48h, podendo levar o paciente a morte; a quartã, pelo P. malariae com acessos febris a cada 72h;

3-Doença de Chagas: causada pelo protozoário Trypanossoma cruzi e transmitida pelos hemípteros Triatoma sordida e Rhodnius sp., conhecido como barbeiro ou chupão, causando problemas cardíacos;

4-Esquistossomose: causada pelo Schistosoma mansoni, que é um platelminto (verme) e transmitido por caramujos (Biomphalaria glabrata) quando o homem entra em águas contaminadas a larva (cercária) penetra pela pele indo se alojar no fígado, causando esta doença também conhecida como xistose, barriga d'água ou mal do caramujo;

5-Leishmaniose Tegumentar e Visceral: pelo protozoário leishmania, sendo a L. donovani causadora da visceral ou calazar (febre negra ou dundum) e a L. braziliensis causadora da úlcera de Bauru ou tegumentar, transmitida pelo mosquito do gênero Phlebotomus também conhecido como mosquito palha ou birigui. Causam lesões nas mucosas, nariz e faringe (a cutânea) e com o aumento de diversos órgãos (a tegumentar);

6-Filariose: também conhecida como elefantíase, é causada pela filária Wuchereria bancrofti, que é um verme e é transmitida pelo mosquito Culex. Este verme invade o sangue e os vasos linfáticos, sendo que no sistema linfático ocasiona obstrução e com o avançar da doença aparecem os edemas (acúmulo de água nos tecidos) dando o aspecto de pata de elefante;

7-Peste: causada pela bactéria Yersinia pestis e transmitida por pulgas de ratos ao homem; é uma doença infecto-contagiosa de evolução rápida, causando uma septicemia.;

8-Tracoma: causada por vírus do gênero Chlamydia e transmitido por contato homem-homem; é responsável pela conjuntivite; e

9-Bócio: causada por falta de iodo no organismo.

Estas doenças são endêmicas e consideradas graves sendo que só para duas delas existe a vacina - febre amarela e peste. A prevenção destas doenças dever ser feito pelo controle dos vetores (mosquitos, caramujos, barbeiros e pulgas) e o bócio deve seu controle pela iodação do sal; deve haver notificação epidemiológica para as secretarias de saúde tomarem as medidas cabíveis para o tratamento das pessoas e localização dos focos como também deve ser feita a educação sanitária das localidades.


-Epidemias: É a ocorrência ou surto epidêmico de uma doença infecciosa que afeta, durante um período de tempo determinado e num certo território ou região, um grande número de pessoas. A epidemia desaparece após um tempo. Existem diferentes medidas como a vacinação, desinfecção, isolamento, quarentena e outras atitudes que ajudam a controlá-las, isto é, explicando por que nos países mais avançados, as epidemias se tornam cada vez mais raras e num período de tempo mais limitado, exceto as gripes e doenças viróticas. Nos países menos desenvolvidos ocorrem estas e outras epidemias, como ocorreu no Brasil em l974 e l988 a da meningite e no ano de 2008 a da dengue, matando um número muito grande de pessoas.


-Pandemias: É a epidemia que se propaga por todo o continente e também as vezes, pelo mundo inteiro. Suspeita-se que a primeira pandemia ocorreu na Rússia (1889), onde em apenas três meses, disseminou-se da Europa até a Oceania, onde cerca de 300 mil pessoas morreram. Entre 1818 e 1819, aconteceu a pior das pandemias do planeta, a Gripe Espanhola, onde os primeiros casos foram detectados nos Estados Unidos. Foi estimado entre 30 e 50 milhões de mortes, sendo que neste período,três tipos de vírus (A,B,C) foram isolados e identificados. Em 1947 a OMS (Organização Mundial da Saúde) criou a rede internacional da vigilância da gripe. Em 1957, surge a Gripe Asiática com 1 milhão de mortes na China e se expalhou por vários países vizinhos até virar uma pandemia. Em 1968 aparece uma nova pandemia na China, com o nome de Gripe de Hong Kong e logo chegou a outros países fazendo 500 mil casos. Em 1976 ocorre pela 1ª vez a Gripe Suína que infectou poucas pessoas. Em 1997 surge a Gripe Aviária, que era uma virose de aves e passa a ser humana, sendo uma preocupação até hoje para a OMS. Em 2009 reaparece então, pela 2ª vez, a Gripe Suína (H1N1) ou Gripe A, assustando, mais uma vez, o planeta e colocando em alerta máximo a OMS e todos os países e seus governantes. Para que hajam menos riscos de contágios, devemos manter os hábitos de higiene, lavando bem as mãos com sabonete ou também usando o álcool gel, não esfregar o nariz, olhos e boca com a mão suja, não tossir ou espirrar sem colocar a mão na boca e depois lavá-la e também usar lenço descartável (de papel) para não haver disseminação do vírus. Para situações, onde o risco é eminente, faz-se necessário o uso de máscaras, como está acontecendo no México, Argentina e em aeroportos. Deve-se evitar aglomerações, pois neste caso a transmissão de uma doença é mais fácil de ocorrer. Devemos estar sempre atentos e cuidadosos pois a vida é valiosa e as doenças estão aí...
Maria Célia Amorim

3 comentários:

  1. muito bom saber as diferenças de doenças

    ResponderExcluir
  2. me ajudou muito no trabalho

    ResponderExcluir
  3. bastante esclarecedor, ajudou bastante!!!

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.