quarta-feira, 31 de março de 2010

Vamos renovar a espécie humana

É uma propaganda, mas a mensagem é bem interessante.

video

Cachoeiras do Planeta: Alfred Creek Falls


-É considerada uma das maiores cachoeiras da América do Norte;
-Ela faz parte do Glaciar Alfred;
-Esta queda d'água desce de uma parede de rocha sólida de 700 metros até bater num monte de aluvião;
-Está localizada na Sunshine Coast, no Canadá.

Fontes: vejaki.com.br; environmentalgraffiti.com.

Maria Celia Amorim

Veneza Brasileira: Recife



-Capital de Pernambuco, no nordeste do Brasil;
-Às margens do Oceano Atlântico;
-Com área de 217.494 Km²;
-O nome Recife vem da palavra “arrecife” que significa grande barreira rochosa de arenito que se estende por toda a costa, formando piscinas naturais;
-Possui clima tropical;
-Sua vegetação é de Mata Atlântica, também com manguezais;
-Ela é chamada de “Veneza Brasileira” pela sua semelhança fluvial com a cidade Italiana de Veneza;
-É cercada por rios e cortada por pontes, dezenas delas, e também cheio de ilhas e mangues em sua paisagem urbana;
-É a capital mais antiga do Brasil, fundada em 1537;
-A cidade é conhecida como um dos mais importantes centros de produção artística e cultural do Brasil.

Fontes: Geografia do Brasil, aspectos físicos, econômicos e sociais, Ed. Moderna; Grande Enciclopédia Larousse Cultural, Nova Cultural; overmundo.co0m.br; viabrturismo.com.br; brasil.com.br.

Maria Celia Amorim

Vulcões submarinos são essenciais para o clima



Uma ampla rede de vulcões submarinos bombeando água rica em nutrientes para o oceano Meridional exerce um importante papel na absorção de grandes quantidades de dióxido de carbono, funcionando assim como um freio para a mudança climática, segundo cientistas australianos e franceses. Eles demonstraram pela primeira vez que os vulcões são uma importante origem do ferro que o fitoplâncton (plantas unicelulares) usa como alimento, absorvendo o CO2 nesse processo. Os oceanos absorvem cerca de um quarto do CO2 resultante da queima humana de combustíveis fósseis e do desmatamento. O trecho de oceano entre Austrália e Antártida esta entre as maiores "fossas de carbono". O fitoplâncton é a base da cadeia alimentar do oceano. Quando esses organismos morrem ou são comidos, levam consigo grandes quantidades de carbono, que acabam absorvidas pelo leito marinho, armazenando o carbono durante séculos. Vários estudos já mostraram que os vulcões submarinos liberam ferro, "mas nenhum estudo levou em conta isso em um nível global nem considerou sua importância para o armazenamento de carbono no oceano Meridional", disse à Reuters Andrew Bowie, do Centro de Pesquisa Cooperativa sobre o Clima e os Ecossistemas Antárticos, na Tasmânia, um dos autores do estudo. Os vulcões estão espalhados ao longo de cordilheiras marítimas que marcam o limite entre grandes placas tectônicas. O estudo se baseou em medições de quanto ferro existe no oceano Meridional a profundidades de até 4.000 metros. O estudo foi publicado na edição mais recente da Nature Geoscience. O oceano Meridional em geral é pobre em ferro, o que dificulta o crescimento do microplâncton. Os cientistas já sabiam que o ferro pode ser soprado pelo vento ou ser originário de sedimentos litorâneos, mas essas são fontes variáveis. Já o ferro dos vulcões profundos, segundo o estudo, é relativamente constante e responde por 5 a 15 por cento do armazenamento de carbono no oceano Meridional, chegando em algumas regiões a 30 por cento. Isso significa que os nutrientes do vulcão podem servir de anteparo quando outras fontes, como a poeira trazida pelo vento, variam.

Fontes: G1, Reuters

terça-feira, 30 de março de 2010

Parque Nacional da Serra da Bocaina (16)


-Localizado na Serra do Mar, na divisa dos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo, sudeste do Brasil;
-Criado em 4/12/1971 pelo Decreto Federal 68.172, alterado pelo Decreto 70.694 de 8/6/1972;
-Com área de 131.868 hectares;
-Seu perímetro é de 385 Km;
-Possui clima tropical, subsequente úmido;
-Este parque se caracteriza por se debruças abruptamente sobre o Oceano Atlântico;
-As altitudes variasm do nível do mar até 2.132 metros onde está o Pico da Boa Vista;
-Ao sul este parque chega ao mar , ao norte possui área de campos com altitudes acima de 1.800 metros;
-A vegetação é composta por Mata Atlântica densa em sua maior parte, mas também possui árvores de médio porte e entre as espécies estão o murici ou pau-de-tucano, baguaçu, canelas, palmito e embaúbas. Também estão nesta região o pinheiro-bravo, cedro, óleo-vermelho, açoita-cavalo, óleo-pardo, campos e gramíneas, podendo ser encontrads a vassourinha-do-campo e a sempre-viva-da-serra;
-Estima-se que 60% da vegetação seja composta por mata nativa – Mata Atlântica;
-Na fauna temos os primatas o macaco-prego, sagui, mono-carvoeiro (ameaçado de extinção) e cuja população está neste parque;
-Mais mamíferos estão neste parque como o ouriço-cacheiro, preguiça, veados, antas e cutia;
-Algumas aves ameaçads de extinção também estão aí como a harpia, gavião-pega-macaco e gavião-de-penacho;
-Aparecem no parque os jacutingas, cuiú-cuiú e macuco, além do tucano-de-bico-preto.

Maria Celia Amorim

Baleia-Piloto-de-Aleta-Longa


-Globicephala melas;
-Medem de 3 a 8,5 metros;
-Pesam de 1 a 4 toneladas;
-No Brasil aparecem no Rio de Janeiro e em São Paulo e têm-se registros de encalhe delas nesses dois estados;
-Sua cabeça é em forma de globo e não possuem rostro definido;
-Sua nadadeira dorsal é grande e falcada, localizando-se próximo a cabeça, as peitorais são longas e em forma de bumerangue;
-Sua cor é preta com uma mancha branca na barriga;
-Aparecem em todos os oceanos, sendo cosmopolita;
-Também chamada de caldeirão e golfinho-piloto;
-É uma espécie ameaçada de extinção.

Maria Celia Amorim

Planta Letal: Estramônio


-Datura stramonium;
-Todas as partes desta planta são tóxicas;
-Tem como ingrediente ativo a atropina, escopolamina e a hilosciamina;
-É uma planta anual;
-Ela possui propriedades medicinais;
-Ela é considerada tóxica por conter o alcalóide daturina;
-É originária do Himalaia;
-Também aparece do norte ao sul do Brasil;
-Ela é conhecida também como figueira-brava, figueira-do-inferno, zabumba ou mamoninho-bravo;
-É da família das Solanáceas.

Fontes: Grande Enciclopédia Larousse Cultural, Nova Cultural; O Poder das Plantas (Incríveis poderes da natureza), Seleções do Reader's Digest.

Maria Celia Amorim

Cobra que Possui Chocalho: Cascavel


-Crotalus terrificus;
-É a única cobra que tem a cauda terminada em chocalho, formado por 8 a 20 anéis córneos;
-Este chocalho produz o som característico desta espécie de cobra, quando o vibra;
-Não chega a medir 2 metros;
-Evita baixios, alagados, selvas úmidas ou lugares frios, preferindo os locais ensolarados, principalmente onde haja arbustos e tocas com sombras e poder usar como refúgio;
-Vive em campos abertos e regiões secas e pedregosas;
-Aparece na região entre os Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso;
-É um animal lento;
-Costuma ficar enrolado ao sol durante muito tempo;
-A aproximação do homem ou de outro animal faz o chocalho vibrar;
-Só ataca quando se sente ameaçada;
-Cada muda acrescenta um novo guizo;
-Ela é responsável por 8% dos acidentes com cobras no Brasil todo;
-É de atividade crepuscular e noturna;
-Come pequenos mamíferos e pássaros.

Fontes: Portalsãofrancisco.com; ambientebrasil.com.br; Grande Enciclopédia Larousse Cultural, Nova Cultural; Animais da Terra, Dos Pólos ao Equador, Seleções do Reader's Digest; Atlas da Fauna Brasileira, MA/IBDF-MEC/FENAME, Ed. Melhoramentos.

Maria Celia Amorim

segunda-feira, 29 de março de 2010

Tricomoníase


Esta doença é causada pelo protozoário flagelado Trichomonas vaginalis (nas fotos). Ele possui 4 flagelos desiguais e uma membrana ondulante que lhe dá mobilidade e também possui um axóstilo. Existe em apenas uma única forma a de trofozoíto, que é infeccioso e ativo. Por só haver esta forma, não há forma cística, o contágio acontece apenas diretamente. É considerada uma DST (doença sexualmente transmissível) e ocorre apenas na espécie humana e está em todo o planeta. A tricomoníase foi descoberta por Donné em 1836, quando ele isolou o protozoário de uma mulher com vaginite. Em 1894, Marchand e Miura, também relataram o tricomonas em suas pesquisas e mais tarde, em 1896, Dock, observou o flagelado numa uretrite de um homem.
Hoje, segundo a OMS, há 170 milhões de infecções pelo T. vaginalis por ano, em pessoas entre 15 e 49 anos, pessoas sexualmente ativas, sendo que 92% são mulheres. Nos países menos desenvolvidos, 5% dos homens e 15% das mulheres são portadores. Pode-se dizer também que é uma doença responsável por cerca de 10 a 15% dos corrimentos vaginais. Este protozoário vive no trato genitourinário do ser humano e sua transmissão ocorre principalmente pelo contato sexual, sendo uma doença venérea. Pode-se contraí-la também por fômites (roupas íntimas compartilhadas), sanitários contaminados, roupas de banho ou de cama e até mesmo pelo material ginecológico mal-esterilizado, ocorre também a transmissão da mãe para o filho na hora do nascimento e mesmo em água de banho de uso seguido por várias pessoas. Este protozoo resiste a várias horas dentro d'água. Os sintomas quando aparecem, já indicam alto grau de contaminação, pois às vezes é assintomático, nas mulheres de 20 a 50% são assintomáticas. A maioria dos homens não apresenta sintomas e quando ele aparece já está ocorrendo uma irritação na ponta do pênis ou na uretra. Nas mulheres ocorre um intenso prurido (coceira) vaginal com corrimento mal cheiroso e com fluído de cor branco amarelada. Ao urinar causa dor (disúria) e ocorre aumento no espaço entre as micções (policiúria) e passando a ser uma doença de leve estágio até ao grave. O diagnóstico é feito clinicamente ou por exames laboratoriais que confirmem a presença do protozoário. Pode ser feito em urina, a primeira do dia, para ser examinado o sedimento, também pode ser colhida a secreção e feito esfregaço em lâminas, hemaglutinação direta, imunofluorescência (foto 2) ou mesmo cultivo em meios apropriados. Por ser uma doença venérea, é recomendado o uso de preservativos para o ato sexual, tratar dos portadores, os casais contaminados, ser feita a higiene pessoal, de roupas de cama e de banho, não partilhar água de banho de bacias ou banheiras, atentar para o uso de sanitários públicos e esterilizar todo o material ginecológico conforme as técnicas, além de não se dividir roupas. É importante também ressaltar a educação sanitária para que a população tome conhecimento dos hábitos de higiene que devem ser tomados e conhecer a doença para não se contaminar. Esta é uma doença tratável e tem cura, porém tomando-se os devidos cuidados para não haver reincidência e voltar a ficar doente.

Fontes: Grande Enciclopédia Larousse Cultural, Nova Cultural; Atlas de Parasitologia, J. Gállego Berenguer, Livro IberoAmericano, LTDA; Nosso Corpo, Fernando Gewandsznajder, Ed. Ática; Epidemiologia, E. Sounis, Livraria Atheneu, Ed. Universidade Federal do Paraná; Parasitologia Humana, David Pereira Neves, Livraria Atheneu; Enciclopédia Familiar da Saúde, Ed. Clube Internacional do Livro.

Maria Célia Amorim

Lição de um Gênio

video

Erupção vulcânica na Islândia é a maior dos últimos 200 anos no país


Mais de 600 pessoas foram evacuadas no domingo dia 21 pela erupção do vulcão Fimmvorduhals, no sul da Islândia, que obrigou o governo a decretar estado de emergência na região. As pessoas evacuadas, que vivem em três cidades próximas ao vulcão, foram hospedadas em uma escola e atendidas por funcionários da Cruz Vermelha. O aeroporto de Keflavik esteve fechado para o tráfego aéreo internacional durante várias horas devido à pouca visibilidade provocada pelas cinzas lançadas pelo vulcão. Os cientistas avaliaram a erupção de categoria baixa, mas temem que possa haver outra mais severa no Katla, um vulcão próximo e com maior poder de destruição. A ameaça de possíveis enchentes foi descartada após o exame realizado na área pelos técnicos, mas a proximidade do epicentro da geleira faz com que se mantenha a declaração de emergência. O vulcão subterrâneo Fimmvorduhals, cuja erupção era esperada pelos especialistas havia tempo, está situado sob o gelo, entre as geleiras de Eyjafjalla e Mýrdal, cerca de 120 quilômetros ao leste de Reykjavik. A erupção, que ocorreu por volta da meia-noite local (21h de Brasília), abriu uma rachadura de comprimento entre 500 metros e 1 quilômetro no gelo. O Fimmvorduhals não entrava em erupção desde 1823. A Islândia é uma ilha formada pela atividade vulcânica e ainda conta com inúmeros vulcões subterrâneos ativos. O mais conhecido é o Hekla, que entrou em erupção pela última vez há dez anos.

Fonte: G1, Yahoo notícias

Estado com menor número de Municípios: Roraima


-Também é o menor em população de todo o Brasil;
-Possui apenas 15 municípios;
-Da região norte brasileira sendo o estado mais setentrional;
-Sua capital Boa Vista é a maior cidade deste estado;
-Possui superfície de 224.299 Km²;
-Também é o estado com o maior número de terras acima da linha do Equador;
-Com temperaturas e índices pluviométricos elevados;
-Apresenta vegetação de cerrado, campos de altitudes, floresta densa e ombrófila;
-É um dos estados com o maior número de população indígena;
-Tem 42% de suas terras demarcadas como terra indígena, protegendo 33 tribos entre elas estão os Ianomâmis, Macuxis, Jaricunas, Uapixanas, Angaricós, Macus, Manhongons, Waimiris-Atroaris e Janaperis;
-Em Abril de 2005 foi homologada a criação da Reserva Indígena Raposa do Sol ao nordeste do estado e junto da fronteira com a Venezuela;
-Sua economia é baseada na agropecuária e mineração;
-É um estado rico na biodiversidade.

Fontes: Grande Enciclopédia Larousse Cultural, Nova Cultural; Geografia do Brasil, aspectos físicos, econômicos e sociais, Editora Moderna; brasilescola.com.

Maria Celia Amorim

domingo, 28 de março de 2010

Golfinho Rotador



-Também conhecidos como golfinho fiandeiro de bico comprido;
-Stenella longirostris;
-Chegam a 2 metros de comprimento;
-Podem pesar até 75 Kg;
-Aparecem em Fernando de Noronha;
-De águas tropicais e subtropicais;
-De bico muito longo e fino com a ponta preta e a parte superior mais escura que a inferior;
-São de cor cinza-escuro com faixas medianas cinza-claro;
-São conhecidos aos saltos com a rotação do corpo que fazem fora d'água;
-Têm apenas um filhote por gestação;
-São gregários e em grupos de 2 até centenas de indivíduos;
-No Brasil há o Projeto Gofinho Rotador da Ilha de Fernando de Noronha que cuida e estuda a espécie, neste Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha aparecem em maior número, de 3 a 1961 (315 em média).

Maria Celia Amorim