quarta-feira, 20 de abril de 2011

Vietnã cria reserva para o raro 'unicórnio asiático'




Uma nova esperança de sobrevivência surgiu para uma das mais raras espécies de mamíferos, o saola, também conhecido como “unicórnio asiático” (apesar de ter dois chifres barncos e marcas faciais), depois que o Vietnã anunciou a criação de uma reserva perto da fronteira com o Laos para proteger este bovino. Os Saolas são animais reservados e vistos raramente - nenhum biólogo conseguiu registrá-lo na vida selvagem. Por conta desta característica, eles foram comparados aos unicórnios, apesar do fato de que eles têm dois chifres e não serem aparentados com equinos. O saola foi identificado pela ciência somente em 1992 na reserva vietnamita Vu Quang, perto da fronteira do país com Laos . Devido à sua extrema raridade, essa foi uma das maiores descobertas da zoologia no século XX. Os cientistas descreveram o animal com base em duas caveiras encontradas na casa de moradores locais. Até o ano passado, no entanto, nenhum pesquisador tinha tido contato com este animal ainda vivo. Em 2010, um exemplar foi capturado por aldeões no Laos, mas morreu pouco depois da chegada dos especialistas. A carcaça está sendo estudada. Por viverem escondidos na floresta e raramente serem vistos, os saolas ganharam o apelido de “unicórnios”. Calcula-se que existam menos de mil destes animais na natureza, o que o torna o mamífero de grande porte mais raro e ameaçado do planeta. Nenhum zoológico no mundo tem este animal e jamais pesquisadores puderam observá-lo livre em seu habitat natural. A área reservada na província de Quang Nam é rica em biodiversidade e estima-se que abrigue de 50 a 60 saolas, disse Pham Thanh Lam, diretor do Departamento Florestal da província. A reserva de 15.800 hectares está localizada nas montanhas Annamite, ao longo da fronteira com o Laos. Os esforços para proteger a espécie incluem campanhas de educação e emprego, além do patrulhamento da reserva natural, que proporcionam um rendimento estável à população local, disse Lam. De acordo com especialistas, há menos de cem indivíduos desta espécie na natureza e nenhum deles sobreviveu ao cativeiro.
Foto 1: Saola capturado no ano passado, poucos dias antes de morrer. (Foto: Divulgação);
Foto 2: AP Photo/WWF; A reserva natural na província de Quang Nam, no Vietña, é rica em biodiversidade e estima-se que abrigue de 50 a 60 saolas.


Fontes: Último Segundo; G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.