segunda-feira, 23 de maio de 2011

Câmeras registram famílias de tigres raros na Indonésia








Armadilhas fotográficas e de vídeo gravados em março e abril da ONG World Wildlife Fund (WWF) descobriram um número recorde de tigres de Sumatra, uma das sub-espécies do grande felino mais ameaçadas de extinção atualmente, nas florestas de Bukit Tigapuluh, no leste da ilha de Sumatra. Foram 47 fotografias e vários minutos de vídeo, com os quais os especialistas identificaram 12 indivíduos, incluindo duas mães com filhotes, além de outros seis tigres da espécie ameaçada de extinção. Estima-se que existam apenas 400 tigres de Sumatra em ambiente selvagem no mundo. “É o maior número de tigres que encontramos no início de uma pesquisa”, afirmou Karmila Parakkasi, líder da equipe de pesquisa da ONG em Sumatra."O que não está claro é se encontramos tantos tigres porque estamos posicionando melhor nossas câmeras ou porque o habitat dos tigres está encolhendo tão rapidamente que eles estão sendo forçados a dividir pedaços cada vez menores de floresta". A organização ambientalista internacional WWF pediu que madeireiras desistam de desmatar uma área de floresta na Indonésia onde foram registradas imagens dos 12 raros tigres de Sumatra. Segundo a WWF, esses tigres estão concentrados em áreas de floresta densa que incluem terras pertencentes à empresa Barito Pacific Timber, fornecedora de madeira para a gigante regional da indústria de papel Asia Pulp and Paper. "O vídeo confirma a extrema importância destas florestas para o ecossistema de Bukit Tigapuluh e seu corredor ecológico", disse o diretor da WWF Anwar Purwoto. "A WWF pede que todas as concessões operando nessa área abandonem planos de desmatar a floresta e que protejam as áreas com alto valor de preservação." Ativistas ambientais dizem que os animais estão tendo cada vez mais contato com humanos devido à perda de seu habitat natural por causa do desmatamento para a exploração de madeira ou para a plantação de palmeiras.
Foto: WWF Indonésia
Fonte: Último Segundo; G1; estadao.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.