domingo, 29 de maio de 2011

Um rústico peixe canibal



O peixe sapo – Antennarius multiocellatus – é um membro da família dos Antennariidaes, que habita os mares tropicais e subtropicais com exceção do Mar Mediterrâneo. Eles vivem em superfícies de recifes de corais, próximos a áreas de esponjas.De aspecto rústico, ele é considerado um peixe de pequeno porte, medindo no máximo 20 centímetros. São roliços e possuem a pele bem grossa, graças às suas escamas que recebem o nome de espículas dérmicas e que se assemelham a espinhos. Podem ter uma coloração bem diversificada, indo de um amarelo pálido até um vermelho ou verde escuro brilhante, além de algumas manchas espalhadas pelo corpo. Seus olhos são pequenos e sua boca bem grande, direcionada para cima. Suas aberturas branquiais também são menores e ficam localizadas atrás das barbatanas peitorais. Utilizam de sua aparência incomum para se camuflarem nas esponjas do mar. Sua alimentação é de pequenos peixes e crustáceos, mas devido a sua voracidade de apetite, pode chegar a comer qualquer peixe até duas vezes o seu tamanho. O canibalismo é bastante frequente na maioria dessas espécies, e por isso, o peixe sapo não é indicado para ser criado em aquário. No máximo, ele pode ser conservado em tanques de espécies, com outros peixes de porte grande.
Fonte: Rede Ambiente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.