quinta-feira, 9 de junho de 2011

Luminotécnica Forense - parte 1

Poderíamos fazer uma correlação da Luminotécnica com um leque, assim como o leque precisa de suas varetas para dar sustentacao quando de sua utilização, a luminotécnica precisa de conhecimentos especificos em diversas areas, para dar sustentação ao perito quando da
elaboração de seu laudo pericial.

APLICAÇÕES:

• IDENTIFICAÇÃO DE CÉDULAS;
• IDENTIFICAÇÃO DE DOCUMENTOS;
• IDENTIFICACAO DE SANGUE;
• CHOQUE ELÉTRICO;
• SINISTROS DE INCÊNDIO;
• QUEIMADURA;
. TESTES DE LUMINOSIDADE EM LOCAIS DE CRIME (prova pericial importantíssima no sentido de dar a certeza que, por exemplo, uma testemunha, dada as condições de luminosidade no local , pôde realmente ver o autor ou os atores do crime e poder descrevê-los e dar uma série de detalhes fundamentais para o caso, ou seja, a prova empresta um caráter técnico-científico dando robustez a uma prova testemunhal). O conhecimento específico na área da LUMINOTÉCNICA FORENSE, pode contribuir para que o laudo pericial elaborado, se traduza em uma peça técnica completa e conclusiva.

LÂMPADAS:

INCANDESCENTE - INVENÇÃO

A lampada original => Inventada em 1879 por Thomas Edison, fundador da General Electric. Uma corrente eletrica flui atraves de um fio de tungstenio => LUZ.



AS FONTES DE LUZ:

• LÂMPADAS INCANDESCENTES
• LÂMPADAS DE DESCARGA (Baixa Intensidade e de Alta Intensidade)
•LÂMPADAS DE INDUÇÃO

A IMPORTÂNCIA DA LUZ: Em 1882, Thomas Edison inaugura em Nova Iorque a primeira usina geradora com fins comerciais para atender um pioneiro sistema de iluminação elétrica. Inicia-se uma das mais impressionantes histórias da era contemporânea, a indústria da energia elétrica. Desde entao muito se passou e nossa realidade cotidiana nao pode mais ser concebida sem a presença da eletricidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.