segunda-feira, 25 de julho de 2011

Os insetos mais populares do mundo precisam de ajuda: as borboletas

Quando falamos de animais ameaçados, o que vem imediatamente à cabeça são os pandas, os micos-leões-dourados, macacos-prego, onças-pintadas. Mas e outros animais? Existem, sim: as borboletas. E são muitas: mais de 50 espécies estão na lista vermelha da IUCN (International Union for Conservation of Animals, União Internacional para Conservação dos Animais, em inglês), e uma já foi considerada oficialmente extinta. A Grande Branca da Madeira costumava habitar florestas úmidas de grandes altitudes da ilha da Madeira até 2007. A borboleta é um importante agente polinizador, como as abelhas. O desaparecimento da espécie afetaria diretamente a população de plantas que, vale a pena lembrar, são a base da cadeia alimentar. As principais ameaças às borboletas não são mais os caçadores/colecionadores, já que colecionar borboletas, assim como colecionar selos, já saiu de moda há muito tempo. Os maiores problemas são as extensões agrícolas e os incêndios, que destroem não apenas seu habitat como quase todos os ingredientes da sua dieta. As borboletas contém inúmeras referências culturais. São símbolos da transformação e vida nova. Em alguns lugares, são sinais de boa sorte. No Japão, representam a alma. A palavra grega para borboleta, psiqué, é a mesma utilizada para mente e alma. O antigo filósofo taoísta Zhangzhi teve um sonho em que era uma borboleta. Quando acordou, pensou “Eu era um homem que sonhou ser borboleta, ou uma borboleta que sonha ser homem?” Recentemente, o museu de História Natural londrino promoveu uma exposição, “Sensational Butterflies”, que exibia mais de 600 espécies com o objetivo de estimular o plantio de flores que atraíssem estes animais. Uma bela iniciativa que deveria se espalhar por todo o mundo.
Fonte: Rede Ambiente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.