sábado, 23 de julho de 2011

Sapos podem inovar na produção de band-aid

Uma pesquisa apresentada durante a Conferência Anual da Sociedade de Biologia Experimental, em Glasgow, revelou um propósito dos cientistas em desenvolver uma nova forma de curativo para machucados através de um dos mecanismos do sapo. Esses anfíbios que vivem em árvores possuem a capacidade de se manterem presos aos galhos delas graças às suas patas grudentas. Ao contrário do que se possa imaginar, este ato não é nem um pouco anti-higiênico. Graças a um muco grudento, porém autolimpante, seus pés não têm chances de ficarem sujos e encardidos. Além disso, segundo os pesquisadores da Universidade de Glasgow, na Escócia, não é apenas o muco que permitem esta ação, mas também o desenho da sola dos pés desses animais. Para gerar essa substância, os sapos precisam friccionar o pé. São através de pequenas estruturas em formato hexagonal que eles conseguem fazer isso. Então, as partes da pata se mantêm em contato com a superfície, mantendo a produção de muco adesivo constante. Assim, se replicado, este desenho de sua sola poderá render ótimos curativos para machucados.
Fonte: Rede Ambiente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.