domingo, 11 de setembro de 2011

Fêmea de bonobo é considerada o macaco mais inteligente do mundo


Uma fêmea de bonobo, paciente e perseverante, arrebatou de um grupo de chimpanzés machos o título de "macaco mais inteligente do mundo", em um concurso organizado por zoológicos belgas cujo resultado que surpreendeu os primatologistas. Inspirado em um programa muito popular na TV belga, intitulado "O homem mais inteligente do mundo", o jogo que pôs em campos opostos bonobos do zoológico de Planckendael, em Malines, e os chimpanzés do zôo de Anvers, no noroeste da Bélgica, foi celebrado no começo de agosto com a vitória do primeiro grupo. As seis provas consistiam em apresentar aos primatas das duas espécies os mesmos quebra-cabeças e labirintos a fim de que se valessem de uma manipulação engenhosa ou a ajuda de ferramentas rudimentares como galhos com folhas com o intuito de pegar laranjas ou nozes. No começo, a iniciativa "era, acima de tudo, lúdica", explicou Jeroen Stevens, primatologista da Sociedade Real de Zoologia de Anvers (KMDA), que administra os dois zoológicos. A intenção era sensibilizar o público e financiar um projeto alternativo à caça de macacos no Camarões, onde a "carne de caça" costuma ser considerada uma iguaria. Mas o resultado do concurso surpreendeu os cientistas. Jeroen Stevens esperava, na verdade, uma vitória dos chimpanzés, conhecidos por recorrer com frequência a galhos a fim de se alimentar com formigas ou cupins, ou de pedras para abrir nozes. Os bonobos também são capazes de usar ferramentas, mas sabidamente são menos hábeis e isto nunca havia sido observado na natureza, acrescentou. Além disso, os chimpanzés foram acostumados por seus cuidadores aos labirintos, enquanto que os bonobos ficaram inicialmente assustados com os novos jogos. Jeroen Stevens não havia previsto os problemas políticos dos chimpanzés de Anvers, onde dois jovens machos começaram este verão a contestar o macho dominante que reinou no grupo por 10 anos. No contexto destas disputas de poder, os jogos propostos despertaram um interesse apenas limitado. Entre os bonobos, uma sociedade mais pacífica e matriarcal, na qual o sexo serve para regular conflitos, foi uma jovem fêmea, Djanoa, que conseguiu, sozinha, completar quatro das seis provas. O primatologista resistiu, contudo, a concluir que os bonobos - cujo comportamento e as regras sociais ainda são pouco conhecidos - sejam mais inteligentes do que os chimpanzés. Com a vitória de Djanoa, "a pesquisa só está começando" porque ela levanta novas questões, destacou Stevens. Djanoa venceu porque é a mais perseverante entre seus congêneres? Ou simplesmente porque ela é a única a realmente apreciar nozes? Ela foi bem sucedida em monopolizar os jogos, interditando o acesso dos demais, mesmo sem ser a fêmea dominante do grupo? Em meio a questões como estas, os pesquisadores do zôo querem encontrar respostas, variando os alimentos colocados no jogo, oferecendo muitos simultaneamente ou ainda confrontando os macacos individualmente com labirintos e quebra-cabeças. Com apenas um acerto em seis registrado por um chimpanzé macho, o jogo também permitiu confirmar que tanto entre os bonobos quanto entre os chimpanzés - duas espécies que possuem 98% de genes em comum com os humanos - "as fêmeas são as mais dotadas para utilizar ferramentas", destacou o primatologista. Mas é perigoso comparar espécies ou generalizar a uma espécie inteira conclusões sobre comprotamentos individuais, preveniu Jeroen Stevens. "Tanto quanto fazer paralelos entre o homem e o macaco", completou.
Foto: AFP; Bonobo Djanoa usa um galho para buscar um objeto dentro de caixa em zoológico
Fonte: Último Segundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.