quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Almiqui: raro animal reapareceu na natureza


O almiqui, também chamado de Solenodon Cubanus, é um animal muito raro, que acreditava-se estar extinto. Ele vivia em Cuba e em 1972 desapareceu da província de Guantánamo. Em 1999 também não foi mais visto na província de Holguin, sendo registrado como extinto em 2003. O abate da espécie na floresta, para dar lugar ao cultivo mais rentável da cana-de-açúcar, contribuiu muito para o sumiço do animal. Este ano, foi descoberto um sobrevivente da espécie em Cuba, o que levará cientistas a pesquisarem uma possível reprodução para o animal que apresenta várias curiosidades. É um dos poucos mamíferos que é venenoso. Sua saliva possui veneno e pode imobilizar presas do tamanho de um sapo. O segundo incisivo de cada lado de sua mandíbula inferior tem uma ranhura ligada diretamente a uma glândula de veneno. Além disto, o animal pode ser considerado um fóssil vivo, pois há registros da espécie há mais de 30 milhões de anos. Com hábitos noturnos, o animal fica na toca durante o dia. Quando sai pra caçar solitariamente, ele se alimenta de larvas e insetos. Seu tamanho é de 30 cm, com muitos espinhos distribuídos pelo corpo, encoberto por longos pelos castanhos claros. O seu nariz é rosado, comprido e aguçado, se prolongando além do maxilar inferior, onde termina a boca cheia de dentes pontudos. Boa sorte ao solitário almiqui nesta difícil batalha de não entrar em extinção!
Fonte: Rede Ambiente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.