sábado, 31 de dezembro de 2011

Imperatriz: um peixe pra lá de assustador

A escuridão do mar profundo esconde seres de todos os tamanhos, todas as cores, todas as formas. Umas das características de grande parte dos peixes dessa região é a cor vermelha, que abaixo dos 30 metros esmaece e torna-se progressivamente mais escura, até negra, um disfarce perfeito. Um desses bichos é a Imperatriz, Gephyroberyx darwini, que ocorre em praticamente todos os mares do mundo. Cheia de espinhos afiados na cabeça e placas ósseas no ventre, a imperatriz tem o formato geral oblongo, comprimido lateralmente, de cor avermelhada e que chega a cerca de 50 cm de comprimento. Vive próximo do fundo rochoso, geralmente entre os 200 e 500 metros de profundidade. Sua distribuição vai do Canadá ao Rio Grande do Sul, no Brasil. Alimenta-se exclusivamente de camarões e peixes, tanto os de fundo quanto os de meia água.A Imperatriz pertence à família Trachichthyidae, que agrega cerca de 50 espécies e das quais ao menos seis já foram registradas em águas brasileiras. A reprodução não é conhecida, mas algumas espécies dessa família são capazes de ultrapassar os 100 anos de idade! A despeito dos espinhos, sua carne é de excelente qualidade.
Fonte: Rede Ambiente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.