sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

10 Plantas que ajudam a Manter a Qualidade do Ar


1 – Gerbera: Pertence a mesma família do Girassol e da Margarida. É muito eficiente na remoção de tricloroetileno (substância cancerígena) e também pode ser usada para reduzir a concentração do benzeno (aumenta os riscos de desenvolvimento de leucemia). Foto: Wikipédia


2 – Lírio-da-paz: É muito utilizado para decorações. São eficientes na eliminação de gases voláteis formaldeído, benzeno e tricloroetileno. Combatem também o tolune, que se inalado pode causar cansaço, confusão mental, debilidade, perda da memória e náusea. Foto: Peter Fisk


3 – Clorofito: É nativa da África do Sul e muito utilizada como forração no Brasil. Combate o benzeno, o formaldeído, o monóxido de carbono e o xileno (comum em solventes e outros produtos químicos). Foto: Kurt Stueber


4 – Crisântemo: É considerada uma das mais nobres plantas chinesas. São excelentes para eliminar o benzeno. Foto: Fanghong


5 – Hera: É uma planta trepadeira e tóxica, natural da Europa Central e Ocidental. Ela reduz a concentração de partículas de material fecal e de mofo no ar. Foto: Forest & Kim Starr


6 – Azaléia: É um dos símbolos da cidade de São Paulo, declarado pelo prefeito Jânio Quadros. É boa para combater o formaldeído de fontes como a madeira compensada ou espumas isolantes e ótima para camuflar o odor forte do amoníaco. Foto: Wikipédia


7 – Dracena: É muito utilizada em água sagrada pela cultura afro-brasileira. Pode ser utilizada para a remoção de tricloroetileno, xileno e formaldeído (substância que pode causar irritação dos olhos, nariz, garganta e pele). Foto: Kenpei


8 – Lírio-amarelo: São nativos da Ásia tropical e do Himalaia. Pode ser usado para absorver o monóxido de carbono (gás tóxico que pode provocar alteração na pressão sanguínea e sensação de sufocamento). Foto: Wikipédia


9 – Jiboia: Pode ser encontrada quase em toda a América. É poderosa contra o formaldeído. Foto: Nathan Beach


10 – Babosa: Seu nome científico é Aloe Vera. Ela ajuda a eliminar o formaldeído, benzeno e o gel, encontrado dentro de suas folhas. Pode ser aproveitado para aliviar cortes, queimaduras e para tratamentos estéticos. Foto: Erin Silversmith 


 Fonte: Rede Ambiente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.