domingo, 15 de janeiro de 2012

Peta listou as conquistas para animais em 2011

A organização internacional Peta (Pessoas por um Tratamento Ético aos Animais) divulgou em seu site uma lista do que considerou as conquistas em 2011. Ao longo do ano, a ONG promoveu educação pública, investigações, pesquisas, resgates de animais, campanhas e protestos. Algumas dessas conquistas foram destacadas, como o compromisso internacional da Unilever em suspender testes em animais. Depois do acordo, a multinacional postou em no site a seguinte mensagem: "A Unilever está se comprometendo a não experimentação animal para o nosso chá e bebidas à base de chá, com efeito imediato". Resultado celebrado pela Peta.
Veja a seguir outras iniciativas:
Mango: Após uma reunião com a Peta, a indústria de roupas e acessórios Mango entendeu o sofrimento causado aos animais e proibiu o uso de peles de em suas linhas de produtos.
Exército norte-americano: Com uma forte campanha promovida pela organização, o exército dos Estados Unidos permitiu que os macacos vervet fossem libertados dos treinamentos crueis que lhes eram submetidos. Dezenas de primatas tinham sido envenenados.
Ringling Bros: Durante muita insistência e apresentação de fotos e vídeos de animais como provas, o circo Ringling foi multado em US$ 270 mil. Um jovem elefante foi sacrificado após quebrar as duas patas traseiras durante um treino forçado, e uma fêmea foi violentamente batida quando estava acorrentada.
Brookstone: A Peta iniciou uma campanha contra a Brookstone que alojava em condições precárias animais em caixas plásticas, privados de cuidados de veterinários. As rãs eram vendidas em aquários e muitos desses animais morreram devido ao tempo, ao calor dentro do recipiente e a sujeira da água. A loja foi fechada.
Laboratório Profissional e Serviços: O Laboratório Profissional e Serviços Research (PLRS) foi fechado, após investigações da Peta. Pessoas que trabalhavam no local foram indiciadas por maus tratos aos animais e crueldade ao utilizá-los em experimentos.
Califórnia Milk Advisory Board: A Peta denunciou as empresas Milk Advisory Board da Califórnia e do California Department of Food and Agricultura por falsas declarações feitas em relação à saúde, bem-estar e padrão de atendimento de vacas Califórnia. O tribunal ordenou a entrega de documentos e suspendeu a campanha "Happy Cows" realizada pela empresa láctea.
Simon Provety group: Após o encontro e aprender sobre o abuso de animais em circos e exposições de animais outros, a Simon Property Group, proibiu todas as exposições de animais silvestres em todas as suas propriedades.
Labs Medical: Devido à insistência, a Universidade de Michigan e Centro de Primary Children Utah Médico terminaram os exercícios de treinamento cruel de intubação em que os gatos eram atormentados.
Organização para a Cooperação e Desenvolvimento: Cientistas da Peta convenceram a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento a aceitar um novo teste de toxicidade reprodutiva, que reduz o número de animais utilizados em metade. Esta mudança salva 1.300 animais por teste e será aceito em todo o mundo.
Foto: juhansonin
Fonte: MSNVERDE; EcoD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.