sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Leopardo-das-neves é fotografado pela primeira vez em parque do Butão

O leopardo-das-neves foi fotografado pela primeira vez no parque de Wangchuck, localizado no Himalaia, no Butão. A espécie está ameaçada e existem apenas entre 4,5 e 7,5 mil animais na natureza. A região é considerada um corredor entre outras duas outras áreas de preservação ambiental. "Isso sugere que a rede de áreas protegidas e corredores está ajudando a conectar diferentes populações de leopardo-das-neves, que será fundamental para assegurar a persistência a longo prazo de leopardos da neve na região", disse Rinjan Silva, do WWF, que realizou a pesquisa em conjunto com biólogos do governo do Butão. O levantamento também revelou a presença de uma rica vida selvagem. Entre os demais animais encontrados estão o lobo-tibetano, o veado almiscareiro e a ovelha azul. A equipe que fez o levantamento realizou mais de 10 mil imagens no parque de Wangchuck. Segundo a WWF, o aquecimento pode fazer com que a cobertura vegetal do Himalaia se concentre em áreas altas. Isso pode prejudicar o leopardo-das-neves, que tem dificuldades de sobreviver em altitudes maiores, com menos disponibilidade de oxigênio. O objetivo do levantamento foi determinar quantos leopardos-das-neves existem no parque de Wangchuck. Ele é gerido pela WWF em conjunto com o governo do Butão e tem 244 espécies de plantas, 23 de mamíferos e 134 de aves.

Foto 1: Leopardo-das-neves foi fotografado pela primeira vez em parque do Butão (Foto: Divulgação / Governo Real de Butão (DoFPS) e WWF)

Foto 2: Apesar de ser conhecido popularmente como ovelha azul (Psedois nayaur), este animal não é uma ovelha e se assemelha mais com a cabra. Ele é presa do leopardo-da-neve. (Foto: Divulgação / Governo Real de Butão (DoFPS) e WWF)

Foto 3: Os caninos do leopardo-da-neve, espécie ameaçada, podem ser vistos nesta fotografia noturna. (Foto: Divulgação / Governo Real de Butão (DoFPS) e WWF)

Foto 4: A raposa vermelha (Vulpes vulpes) é facilmente reconhecida pelo cor de seus pelos (Foto: Divulgação / Governo Real de Butão (DoFPS) e WWF)

Foto 5: O cervo almiscarado (Moschus chrysogaster) está em ameaça devido à caça para retirar uma glândula que produz almíscar, um tipo de perfume (Foto: Divulgação / Governo Real de Butão (DoFPS) e WWF)







Fonte: G1

Um comentário:

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.