segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Seca em Instambul revela cidade portuária de 2000 anos

Por mil e seiscentos anos, Istambul, a maior da Turquia, foi construída e destruída, erigida e apagada, à medida que as sucessivas camadas da vida floresceram sobre suas sete colinas. Hoje, Istambul é uma cidade de treze milhões de habitantes que se espalhou para muito além dessas colinas. E, numa península há muito tempo cultivada, avançando sobre o lago Kucukcekmece, vinte quilômetros a oeste do centro da cidade, arqueólogos fizeram uma descoberta extraordinária. O achado é Bathonea, uma cidade portuária razoavelmente grande de cerca de 200 a.C. Descoberta em 2007, depois de uma seca que baixou o nível do lago, ela tem fornecido uma profusão de relíquias dos séculos IV a VI d.C., período da fundação de Istambul e de sua ascensão como Constantinopla, centro de poder de três impérios sucessivos -- o Romano do Oriente, o Bizantino e o Otomano. Embora haja alguns registros históricos desse primeiro período, há poucos dos mais preciosos artefatos físicos. As magras amostras da seção de Istambul dos Museus Arqueológicos locais refletem isso, pálidas diante das riquezas da Anatólia, da Mesopotâmia e do Líbano.
Foto: The New York Times; Tijolos com a palavra Konstans, encontrados em Bathonea
Fonte: Último Segundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.