quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Versão de 'E. coli' alemã era diferente da francesa durante surtos em 2011

O mapeamento do genoma das bactérias Escherichia coli, responsáveis por surtos de diarreia com sangue na Alemanha e na França em 2011, revelou diferenças entre os micro-organismos que provocaram a doença em cada país. Um estudo sobre a descoberta foi divulgado no dia 6 de janeiro na revista da Academia Americana de Ciências (PNAS). A técnica usada com bactérias colhidas entre maio e julho nos dois países permitiu detectar mudanças nos nucleotideos -- os bloquinhos que formam as longas cadeias de DNA e RNA nos seres vivos. Os exemplares de E. coli colhidos de sete pacientes no sudeste da França apresentaram mudanças em 19 nucleotideos, o que significa dizer que o material genético das bactérias foi alterado em quase 20 "trechos" diferentes. Já na Alemanha, a variedade foi menor: apenas dois nucleotídeos, em micro-organismos obtidos a partir de quatro pacientes. A diferença na variedade entre os exemplares colhidos em pacientes alemães e franceses pode explicar como o surto teve impacto maior nas cidades ao redor de Hamburgo, na Alemanha, afirmam os pesquisadores da Faculdade de Saúde Pública da Universidade Harvard, em Boston, nos Estados Unidos. No ano passado, o tipo O104:H4 da bactéria E. coli deixou mais de 50 mortos nos dois países e acima de quatro mil infectados. Os autores do estudo acreditam que a queda no custo dos sequenciamentos de genoma vai tornar possível a investigação mais detalhada das causas de surtos de bactérias no futuro.
Foto: Exemplares da bactéria 'E. coli', vistos com microscopia eletrônica. (Foto: Manfred Rohde / HZI / Reuters)
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.