sábado, 31 de março de 2012

Inseto mau ator também consegue o que quer


As chamadas moscas-das-flores tentam imitar outros insetos, como abelhas e vespas, para despistar predadores. Más atrizes, elas não conseguem ficar tão parecidas com os insetos que tentam copiar, mas não são prejudicadas pela fraca atuação, segundo um estudo publicado na revista “Nature” no dia 22 de março. A falta de fidelidade na imitação já motivou um intenso debate científico, na tentativa de descobrir porque os insetos que são maus atores não foram eliminados pela seleção natural. O estudo publicado na “Nature” analisou pela primeira vez diversas hipóteses e afirma que encontrou uma resposta plausível. As moscas-das-flores não aperfeiçoaram as técnicas de imitação porque isto não foi necessário para a sobrevivência da espécie, dizem os pesquisadores. Elas não seriam uma presa tão vantajosa para os predadores e por isso enfrentaram uma seleção natural menos intensa, conhecida como “seleção relaxada”.
Método: Para chegar a esta hipótese, os pesquisadores compararam diversas características físicas de 35 espécies de moscas-das-flores, como tamanho de diferentes partes do corpo e cores. Baseados nestas informações, eles calcularam uma primeira medida de fidelidade de mimetismo (quando um ser vivo copia características de outro). A segunda medida foi obtida com a ajuda de voluntários, que tiveram acesso a fotos das diferentes espécies e votaram sobre a qualidade da imitação. Além de criar estas duas medidas, os cientistas calcularam a abundância das espécies. Após comparar os indicadores, eles verificaram que as moscas-das-flores que eram piores atrizes não eram prejudicadas e continuavam abundantes na natureza.
Foto: Imagem mostra uma mosca-das-flores e a vespa que ela tenta imitar. (Foto: Divulgação / Steve Marshall )
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.