terça-feira, 17 de abril de 2012

Peixe-corda: o fujão dos aquários

Esta criaturinha estranha é o peixe-corda. Podendo também ser chamado de peixe-cobra – pela semelhança com o réptil – ele pode ser encontrado nos rios costeiros da África ocidental. Seu tamanho pode chegar a 37 centímetros de comprimento. Seus hábitos são noturnos e alimenta-se de anelídeos (como minhocas e sanguessugas), crustáceos e insetos. Possui “personalidade” pacífica, por isso diversas vezes é atacado por outros animais.Através da sua bexiga natatória dupla - que serve como um pulmão e que tem um lado maior que o outro para dar espaço aos órgãos – este peixe consegue engolir ar. Por isso, através deste órgão, ele pode sobreviver durante um bom tempo fora da água. Os peixes-corda são facilmente adaptáveis à vida em um aquário. Entretanto, são famosos entre seus admiradores por serem bem fujões, já que podem pular a grandes distâncias. Em cativeiro eles não necessariamente precisam viver em águas 100% limpas e puras, pois em seu habitat natural é comum a falta de oxigênio.
Fonte: Rede Ambiente

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.