segunda-feira, 2 de abril de 2012

Via Láctea tem bilhões de planetas teoricamente habitáveis

Um estudo publicado no dia 28 de março descobriu que a nossa galáxia, a Via Láctea, abriga dezenas de bilhões de “superterras”. “Superterra” é o termo usado pelos astrônomos para definir planetas parecidos com a Terra em composição química – rochosos –, tamanho e distância da estrela que orbita – o que determina a temperatura. Pelas características semelhantes, estes planetas são os principais candidatos a abrigar vida fora da Terra, e por isto são um objeto de pesquisa importante na astronomia. O estudo foi conduzido pelo Observatório Europeu do Sul (ESO), um projeto que conta com participação brasileira. Os dados foram obtidos pelo espectrógrafo Harps, um aparelho colocado dentro de um telescópio, feito especialmente para procurar planetas. Esta pesquisa foi focada nas anãs vermelhas, um tipo de estrela brilhante e menor que o nosso Sol que constitui cerca de 80% de todas as estrelas da Via Láctea. Os cientistas concluíram que cerca de 40% das estrelas deste tipo têm “superterras” em seu redor. Como há cerca de 160 bilhões de anãs vermelhas na Via Láctea, o estudo estima que haja dezenas de bilhões de planetas teoricamente habitáveis na galáxia.

Foto 1: Concepção artística da 'superterra' Gliese 667 Cc (Foto: ESO/L. Calçada)

Foto 2: BBC/Reprodução; 'Superterras' são planetas parecidos com a terra e com água líquida em sua superfície





Fontes: G1; Último Segundo; estadao.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.