quinta-feira, 17 de maio de 2012

Águas subterrâneas não ameaçam mais a Esfinge

As autoridades do Ministério de Estado egípcio para Antiguidades anunciaram no dia 10 de maio que as águas subterrâneas não são mais um perigo para a Esfinge, situada na esplanada das pirâmides de Gizé, embora os trabalhos de drenagem ainda continuem. O ministro da pasta, Mohammed Ibrahim, informou em comunicado que, depois que secaram o terreno com uma maquinaria especial, o nível das águas subterrâneas não ameaça à estátua. O projeto, empreendido em colaboração com a agência americana para o desenvolvimento internacional (USAID), inclui também a drenagem das águas subterrâneas nas imediações da pirâmide de Quéfren. A iniciativa foi iniciada depois da análise de um centro de consultas internacional sobre as águas subterrâneas na zona onde se encontram a Esfinge e as três Pirâmides de Guizé, informou o comunicado. Vários especialistas advertiram sobre o perigo da Esfinge afundar, após ser comprovado que as águas subterrâneas dos arredores estavam subindo para a superfície. Com 4,6 mil anos, a estátua de pedra caliça, metade homem metade leão, sempre foi venerada e, na época faraônica, era local de culto.
Foto: A Esfinge e a Pirâmide de Quéfren (Foto: AFP/Arquivo)  
Fontes: G1; estadao.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.