sábado, 5 de maio de 2012

Parque Nacional Bahuaja-Sonema registra novas espécies de animais e plantas

O Parque Nacional Bahuaja-Sonene, que ocupa mais de 15 mil quilômetros quadrados na fronteira do Peru com a Colômbia e é considerado a região de maior biodiversidade do planeta, registrou 365 espécies de animais e plantas que ainda não haviam sido registradas na área. Entre as espécies encontradas pela primeira vez no parque estão 30 aves, incluindo o gavião-pato, o pisa-n'água e o papa-lagarta-cinzento, além de dois morcegos, o Trinycteris nicefori e o Perimyotis subflavus, e outras 223 espécies de borboletas e mariposas. Segundo o portal Oeco, esta foi a primeira pesquisa de grande escala realizada no parque, criado em 1996. O inventário foi realizado pelo Programa Peru da Wildlife Conservation Society (WCS). As áreas protegidas possuem um ecossistema que varia de florestas tropicais úmidas, a savanas e florestas de altitude. A paisagem vai desde áreas baixas da Amazônia, a 150 metros acima do nível do mar, até picos andinos cobertos de neve, a seis mil metros de altitude. Além do Bhuana Sonene e Tambopata, no Peru, o bloco é formado pelas áreas protegidas de Madidi, Pilon Lajas e Apolobamba, em parte na Bolívia. Já se sabe que o Sonene-Bahuaja atinge cerca de 600 espécies de aves, incluindo sete diferentes de arara, 180 espécies de mamíferos, 50 espécies de anfíbios e répteis, 180 variedades de peixes e 1.300 tipos de borboletas. Se for considerado todo o bloco de áreas protegidas, são 1.100 espécies de aves e 300 de mamíferos, além de 12 mil tipos de plantas. A WCS atua na região desde 1990. Além das ações para proteger o meio ambiente, a organização não governamental apóia ações que promovem o uso sustentável dos recursos naturais na região.
Foto: O parque criado em 1996 é considerado a região de maior diversidade do planeta/Foto:Divulgação Fonte: EcoD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.