terça-feira, 8 de maio de 2012

Seca no Sul dos EUA ameaça dieta de ave sob risco de extinção

A falta de chuvas nas regiões de estuário e pântano no Sul dos Estados Unidos, nas proximidades do Golfo do México, reduziu a oferta de crustáceos e outros animais marinhos que fazem parte da dieta dos grous-americanos (Grus americana), espécie considerada ameaçada de extinção e que depende deste alimento durante o inverno no Hemisfério Norte, antes de realizar sua migração anual para o Canadá para reprodução. De acordo com cientistas, a seca devastadora levantou preocupações sobre possíveis ameaças aos remanescentes de grous-americanos naquela região. Além da escassez de precipitação, outro problema é a longa duração da chamada “maré vermelha”, quando florescem algas tóxicas na água salgada, oferecendo risco às aves. “Estamos muito apreensivos e por isso monitoramos de perto esta população para ver como será a reação delas”, disse Dan Alonso, gerente do Refúgio Nacional da Vida Selvagem Aransas e que durante o inverno é lar de aproximadamente 300 espécimes de aves da família Gruidae. Em 2009, quando o Texas passou por uma grave seca, 23 grous-americanos morreram entre novembro e março. Testes indicaram que alguns exemplares contraíram doenças raras e estavam subnutridos. Mas os cientistas acreditam que alguns morreram de fome. Segundo Alonso, em 2012 já foi registrada uma morte. “Acredito que vamos perder novamente uma boa quantia de aves neste ano” disse Tommy Moore, guia turístico na região e que transporta turistas e amantes anualmente pelos pântanos rasos do Texas. “A única coisa que vi os grous comendo durante este período foram peixes mortos. Não há mais nada para comer por aqui”, complementa. A seca pode ter efeitos duradouros sobre a recuperação de uma espécie. Segundo os cientistas, se as aves não recebem proteína suficiente durante os meses de inverno, algumas podem morrer durante a viagem de volta para seus locais de reprodução, durante o verão. Os grous só produzem um filhote por temporada, por isso há pouco espaço de tempo para tentar reverter esta situação, de acordo com biólogos. Segundo a lista vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) , o grou-americano é considerado ameaçado de extinção. De acordo com a organização, restam menos de 400 aves na América do Norte (Canadá e Estados Unidos). 
Foto: De acordo com a organização IUCN, restam menos de 400 exemplares do grou-americano no mundo. A espécie é considerada ameaçada de extinção. (Foto: Pat Sullivan/AP)
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.