quinta-feira, 19 de julho de 2012

Cientistas criam método para medir emissões de dióxido de carbono

Cientistas da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, desenvolveram um método para medir emissões de dióxido de carbono (CO2). Usando medições de três estações de monitoramento do gás na cidade de Salt Lake City, o método poderia detectar com segurança as emissões de CO2, segundo o estudo divulgado na edição online da revista científica “Proceedings of the National Academy Of Sciences” (PNAS), da Academia Americana de Ciências. “A principal motivação do estudo foi captar dióxido de carbono em regiões urbanas e perguntar se você poderia prever os padrões de CO2 concentrados no ar”, afirma o autor do estudo Jim Ehleringer, professor de biologia da Universidade de Utah. O cientista e pesquisadores da Universidade Harvard criaram uma simulação por computador das emissões de CO2 em uma região de vale em Salt Lake City, baseado em dados de um software que detectava ventos e circulação do ar de acordo com a área pesquisada. Isto é, fazia as medições de áreas mais povoadas, cobertas por casas e edifícios ou pela agricultura. Ehleringer começou monitorando níveis de dióxido de carbono em seis lugares diferentes da região montanhosa de Salt Lake Valley em 2002. A simulação mostrou como as concentrações de CO2 aumentaram durante a noite quando o ar estava calmo, e, então, diminuíam no período da manhã com a luz solar misturando-se ao ar e as plantas consumindo CO2 através da fotossíntese. No entanto, nem sempre a simulação conseguiu captar o momento exato em que essa mistura ocorreu. “A ideia é você poder combinar concentração e padrões de tempo [...] e matematicamente determinar emissões baseadas naquela informação”, reitera Ehleringer.
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.