sexta-feira, 13 de julho de 2012

Greenpeace vai à Casa Branca protestar contra extinção no Ártico

Ambientalistas do Greenpeace alegam que o plano da empresa Shell, voltado à perfuração de petróleo no Ártico, descumpriu os requisitos básicos para garantir a segurança do local. A ação resultou em um protesto no dia 10 de julho, em frente à Casa Branca, sede do governo norte-americano. De acordo com os ambientalistas, a Segurança e Execução Ambiental dos EUA aprovou a medida com base em suposições feitas pela empresa e não a partir da pesquisa atual, que aponta a possível extinção dos ursos polares. Já o secretário Ken Salazar afirmou em entrevista coletiva, no final de junho, que "não será um derramamento de óleo como os ativistas esperam", e caso houvesse algum problema durante a perfuração, a Shell poderia limpar 90% das impurezas. O aposentado almirante da Guarda Costeira, Roger Rufe, ponderou que é complicado recuperar os desastres que a perfuração pode causar. "Uma vez que o óleo está na água, é uma bagunça. E nunca foi provado, em qualquer lugar do mundo - muito menos no gelo, que somos capazes de controlar o petróleo no oceano", frisou.
Foto: Vestidos de ursos polares, ambientalistas do Greenpeace protestaram em frente à Casa Branca/Foto: Alice Richardson
Fonte: EcoD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.