quarta-feira, 25 de julho de 2012

Pesquisadores utilizam a nanotecnologia na recuperação de energia desperdiçada

Pesquisadores da Purdue University, nos Estados Unidos, desenvolveram recentemente uma nova técnica que utiliza a nanotecnologia para recuperar a energia desperdiçada em forma de calor. A ideia pretende reduzir, consideravelmente, o consumo de energia de motores industriais e automobilísticos. "A verdade nua e crua é que 58% da energia gerada nos Estados Unidos é desperdiçada com o calor", contou Wu Yue, professor assistente de engenharia química da Purdue University, ao portal da Universidade. "Se pudéssemos obter de volta apenas 10%, isso reduziria o consumo de energia e as emissões de usinas energéticas consideravelmente.” Para recuperar essa energia, os pesquisadores utilizaram fibras de vidro revestidas com uma termelétrica, recém desenvolvida. Quando os materiais são aquecidos no sistema elétrico, um fluxo de elétrons pula para o lado mais frio, gerando assim uma corrente elétrica. As fibras de vidro são mergulhadas em uma solução contendo nanocristais de telureto de chumbo e, então, acabam expostas ao calor de um processo, chamado de recozimento, para fundir os cristais em conjunto. Tais fibras podem ser envolvidas em torno de tubos industriais de fábricas e centrais elétricas, bem como em motores e sistemas de exaustão de automóveis, para recapturar grande parte do desperdício de energia. A tecnologia pode reduzir drasticamente a quantidade de calor perdido, explicou Yue. Esta nova abordagem requer menos material que as termoelétricas convencionais, o que reduz o custo de fabricação e, portanto, torna a produção em massa mais viável. Além disso, esse material é mais eficiente e sua eficiência tem sido calculada pelos investigadores, utilizando o número ZT.
Foto: As fibras podem ser envolvidas em torno de tubos industriais de fábricas e centrais elétricas, bem como, em motores e sistemas de exaustão de automóveis, para recapturar grande parte do desperdício de energia/Foto: Scott W. Finefrock  
Fonte: EcoD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.