quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Pesquisa revela genoma da bananeira

Cientistas franceses divulgaram o  genoma de uma espécie de bananeira cultivada em todo o mundo. A Musa acuminata inclui as principais variedades de bananas comestíveis, e o avanço é um passo importante para compreender melhor como surgiram os diferentes tipos de banana. O estudo da genética dos alimentos revela detalhes sobre características importantes para a agricultura, como a resistência a pragas e a qualidade do fruto. Nas últimas semanas, pesquisadores independentes revelaram traços genéticos do tomate, do milho e do melão. No caso da banana, o avanço pode ser ainda mais importante, pois representa um marco para a botânica. Essa é a primeira “monocotiledônea” não gramínea a ter o genoma revelado. O nome complicado representa um grande grupo de plantas, que inclui os cereais, c omo o arroz e o trigo. A banana pode servir, portanto, como uma referência para chegar ao genoma desses outros cultivos, que são fontes de alimentos importantíssimas em todo o mundo. Além disso, a própria banana já representa uma fonte de alimentos importante. Segundo o artigo publicado online pela revista científica “Nature”, ela é “vital para a segurança alimentar em muitos países tropicais e subtropicais e é a fruta mais popular nos países industrializados”. O trabalho que revelou o genoma da banana foi liderado por Angélique D’Hont, do Centro de Cooperação Internacional em Pesquisa Agrônoma pelo Desenvolvimento, em Montpellier, na França. Além de publicados na “Nature”, os resultados estão disponíveis gratuitamente em um site montado pelos pesquisadores. 
Foto: Comparação entre uma banana sem sementes com uma banana selvagem ilustra vantagens da evolução agrícola (Foto: Angélique D'Hont)  
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.