terça-feira, 21 de agosto de 2012

Rebeldes com causa: eis os 11 roqueiros mais engajados do planeta

Não é só de sexo, drogas e rock’n roll que vivem os astros do gênero musical mais popular do planeta. Apesar da fama de “bad boys”, muitos roqueiros já mostraram que se preocupam com causas naturais e humanitárias e usaram seu tempo, disposição e talento para ajudar os mais necessitados.
11º - Pearl Jam: O engajamento dos rapazes do Pear Jam começou em 2006, quando a banda reverteu parte do dinheiro arrecadado com a turnê em ações de preservação de florestas tropicais em Madagascar. Depois, em 2009, o grupo doou cerca de 100 mil dólares para 9 ONGs que desenvolvem novas tecnologias para a criação de fontes renováveis de energia. Para completar, as turnês utilizar biodiesel e os membros da banda são frequentemente vistos em campanhas e discursos de engajamento ambiental.
10º - Green Day: O “Dia Verde” dos rapazes da banda de punk rock norte-americana vai além do nome. Para isso, Billie Joe Armstrong, Mike Dirnt e Tré Cool se juntaram ao Natural Resources Defence Council, uma ONG destinada à proteção do planeta, na campanha "Move America Beyond Oil". A intenção era condenar o "vício" do país em petróleo. Além disso, os músicos já publicaram uma série de vídeos no Youtube manifestando seu apoio às causas verdes e às políticas energéticas inteligentes.
9º - Paul MacCartney: Um dos mais conhecidos defensores do vegetarianismo do planeta, o ex-Beatles Paul McCartney lançou no Reino Unido a campanha "Meat Free Monday" ("Segunda-feira sem carne", em português), em que sugere que as pessoas não comam carne ao menos uma vez por semana. Com essa atitude simples seria possível ajudar a reduzir uma parte dos 18% de emissões globais de CO2 da qual a pecuária é responsável. A ação angariou apoio de outras personalidades, como a viúva de John Lennon, Yoko Ono.
8º – Radiohead: O engajamento dos membros da banda, especialmente do vocalista, Thom Yorke, já mereceu destaque em diferentes ocasiões. Yorke, que também é vegetariano, é um dos apoiadores da campanha Friends of the Earth's Big Ask, que pressionando o governo inglês a adotar medidas incisivas para conter o aquecimento global. Além disso, os músicos incentivaram mais de um milhão de pessoas a assinarem uma petição online chamada "Stop Global Warming", que pretende discutir o papel dos EUA diante das mudanças climáticas. A banda também se juntou a outros artistas em um show beneficente para ajudar as vítimas do terremoto que atingiu o Haiti, em 2010.
7º – Coldplay: A banda inglesa é apoiadora da ONG Make Traid Fair, que busca discutir e incentivar a resolução de problemas em países pobres. O Coldplay também é patrono da organização ClientEarth, que trabalha para proteger o meio ambiente através da advocacia, tentando garantir que as leis ambientais sejam cumpridas adequadamente. Para neutralizar as emissões de CO2 geradas com a produção e distribuição de seus CDs, os músicos contrataram, em 2002, uma empresa para plantar 10 mil árvores na Índias. Antes disso, em 2009, durante a turnê “Viva La Vida”, o Coldplay realizou o primeiro show com carbono neutro nos Emirados Árabes.
6º - Linkin Park: Os roqueiros do Linkin Park também dedicam um tempo da agenda para ajudar a quem precisa. Em 2004, os músicos fundaram a ONG Music For Relief, que auxilia vítimas de catástrofes naturais, como o Tsunami da Indonésia, o Furacão Katrina, incêndios florestais na Califórnia, e o terremoto no Haiti. A banda também se uniu à Organização das Nações Unidas (ONU), em 2011, na iniciativa Energia Sustentável para Todos, que tem como objetivo garantir o acesso universal à energia até 2030. Outras ações de responsabilidade ambiental incluem uso de biodiesel, veículos híbridos e elétricos durante as turnês, equipamentos com certificados de energia renovável e reversão de parte da renda arrecadada nos shows para o plantio de árvores.
5º - David Byrne: O ex-vocalista e guitarrista da banda Talking Heads também é um defensor apaixonado do ciclismo urbano. O músico utiliza a bicicleta como meio de transporte desde os anos 80 e veio ao Brasil em 2011 promover o fórum Cidades, Bicicletas e o Futuro da Mobilidade, o primeiro realizado no país. O projeto tem por objetivo mobilizar a sociedade para a construção de um sistema de transporte mais igualitário e sustentável. David Byrne é também autor do livro “Diários de Bicicleta”, em que relata suas experiências sobre duas rodas pelo mundo afora. Por meio de histórias e fotografias pessoais, evidenciou o fato de que andar de bicicleta e utilizá-la como meio de transporte sustentável pode mudar a visão do mundo e das cidades.
4º - Dave Matthews Band: Banda sul-africana ganhou respeito dos ativistas ambientais em 2006, quando seus músicos decidiram compensar a poluição produzida durante a carreira investindo em ONGs e instituições que promovem a sustentabilidade. A iniciativa incluiu a construção da Rosebud Wind Turbine, a primeira turbina de vento de grande escala dos Estados Unidos, e a parceria com a ONG Filter For Good, que incentiva o público a levar sua própria garrafa de água aos shows, reduzindo o consumo de garrafas PET. Além disso, os shows da banda contam com uma estrutura chamada Eco-Village, onde o fã pode conferir as últimas notícias do meio ambiente no mundo, conhecer as atitudes verdes que ele pode adotar no seu dia a dia, e até ganhar brindes ecológicos da banda.
3º – Sting: O ativismo do vocalista da banda The Police vai além das músicas. Apaixonado pela diversidade ecológica do Brasil, Sting esteve no país recentemente para cantar e reforçar o seu apoio ao movimento indígena que questiona a construção da hidrelétrica Belo Monte, no Pará. Ao longo de sua carreira, lançou vários os álbuns que trataram do descaso humano com a natureza, a exploração da mão de obra infantil, as consequências dos conflitos e a apatia perante as mudanças climáticas. Tudo isso rendeu à Sing uma homenagem da Clinton Global Initiative (CGI), em 2011, como um dos "cidadãos notáveis" daquele ano.
2º - Neil Young: As mobilizações socioambientais do cantor começaram em 1985, com a organização do histórico show beneficente Farm Aid, em parceria com os músicos Willie Nelson e John Mellencamp. Atualmente, a Farm Aid é uma organização que trabalha para desenvolver a agricultura familiar e realiza shows anuais com diversos artistas. Young e sua mulher Pegi também fundaram The Bridge School, uma organização educacional para crianças com disfunções psicológicas e verbais. Em 2004, na turnê do álbum Greendale pelos Estados Unidos, Young utilizou óleo biodiesel nos caminhões e ônibus da banda. Apaixonado por carros, ele transformou um Lincoln 1959 em híbrido. O motor da máquina passou a funcionar com biocombustível e baterias elétricas. Desse projeto surgiram novas músicas com letras sobre o poder do petróleo na economia mundial, refrões anti-guerra e cobranças à indústria automobilística.
1º - Bono Vox: É impossível falar de artistas engajados sem lembrar do vocalista da banda U2. O currículo do cantor e ativista é grande: muitas ações humanitárias foram promovidas ou apoiadas pelo irlandês que foi indicado três vezes ao Prêmio Nobel da Paz e recebeu da Rainha Elizabeth II do Reino Unido o título de “cavaleiro britânico honorário”. Presença constante em encontros de líderes mundiais, Bono assume performances filantrópicas que vão da luta contra a Aids, passando por combate a intolerância religiosa e promoção da paz, até a criação de um marca de roupas que usa algodão orgânico, adota o conceito de comércio justo e emprega africanos, indianos e sul-americanos com o propósito de desenvolver uma cadeia produtiva ética para estimular investimento nas nações em desenvolvimento.  
Fonte: EcoD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.