domingo, 16 de setembro de 2012

Cientistas encontram artrite em réptil pré-histórico

Cientistas britânicos encontraram indícios de artrite em um réptil pré-histórico, que viveu na mesma época que os dinossauros. O pliossauro era um carnívoro marinho, que media cerca de 8 metros e tinha o corpo parecido ao de uma baleia, mas com quatro nadadeiras e uma cabeça que lembra a do crocodilo. A artrite é uma doença que ataca as articulações. É uma inflamação das juntas que, nos humanos, é causada por um problema do sistema de defesa do próprio corpo, que ataca essa parte do corpo por engano. A doença foi detectada na mandíbula de um animal pré-histórico, que faz parte da coleção do museu de Bristol, na Inglaterra. Devido ao desgaste da junta do lado esquerdo, o osso maxilar ficou torto. Isso ficou claro por meio das marcas deixadas pelos dentes da parte de cima da mandíbula. Segundo Judyth Sassoon, autora do estudo, o pliossauro estudado era uma fêmea que morreu já idosa. Ela conseguiu sobreviver por vários anos, apesar da artrite, mas a indícios de que a doença tenha, no fim, provocado sua morte. “Uma fratura na mandíbula indica que em algum momento a mandíbula se enfraqueceu e quebrou. Com a mandíbula quebrada, o pliossauro não seria capaz de se alimentar, e esse acidente final provavelmente levou à sua morte”, afirmou, em material divulgado pela Universidade de Bristol. 
Foto: Judyth Sassoon, autora do estudo, com o fóssil estudado (Foto: Simon Powell/Universidade de Bristol/Divulgação)
Fontes: G1;estadao.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.