sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Garoto encontra vespa que combate aranha mortal da Austrália

Um garoto encontrou uma vespa que pode ajudar a combater uma das mais perigosas espécies de aranha da Austrália: a venenosa aranha-das-costas-vermelhas (Latrodectus hasseltii), parente da viúva negra e endêmica no país. O aracnídeo possui um veneno poderoso que causa dor intensa em seres humanos, às vezes durando mais de 24 horas. A vespa, da espécie Agenioideus nigricornis, é menor do que a aranha, mas possui um ferrão com veneno que paralisa o aracnídeo. Ela, então, leva a vítima para seu ninho e bota os ovos sobre seu corpo. A aranha permanece viva, mas imobilizada, e é devorada pelas larvas da vespa após os ovos eclodirem. O estudante australiano Florian Irwin, na época com 9 anos, observou a vespa carregando a aranha para seu ninho e, junto com seu pai, fotografou o ocorrido e guardou os espécimes. O pai de Florian, Peter Irwin, é professor da Universidade de Murdoch, na Austrália, e entrou em contato com instituições científicas para obter mais informações sobre o achado. Após serem contatados, pesquisadores da Universidade de Adelaide estudaram o caso e confirmaram o comportamento predador da Agenioideus nigricornis. Eles publicaram um estudo sobre o fenômeno no periódico "Australian Journal of Entomology" (Revista Australiana de Entomologia), divulgado no dia 11 de setembro. A aranha-das-costas-vermelhas é famosa pelo perigo que representa na Austrália, mas também é encontrada em outros países, como Japão e Nova Zelândia. "Estamos empolgados com a descoberta, que têm nos levado a estudar estas vespas com mais cuidado. Este é o primeiro registro de uma vespa caçando este tipo de aranha", disse o professor Andy Austin, da Universidade de Adelaide, para o site da instituição.
Esquecida por 200 anos: A vespa Agenioideus nigricornis, com menos de um centímetro de tamanho, havia sido "esquecida" pela comunidade científica pelos últimos 200 anos, segundo o pesquisador. A espécie havia sido descrita inicialmente em 1775, mas quase não foi estudada deste então. "Ela está espalhada pelo território australiano, mas até agora não sabíamos a importância da espécie [Agenioideus nigricornis] em particular", afirmou Austin ao site da universidade. Após a descoberta, Florian Irwin passou a ser considerado um entomologista amador. Ele completou 12 anos neste ano, segundo o site da Universidade de Adelaide.

Foto: Vespa carrega aranha-das-costas-vermelhas após aplicar ferroada, na Austrália (Foto: Universidade de Adelaide/Divulgação)  



Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.