quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Incenso com moderação

Uma pesquisa realizada no Statens Serum Institut, na Dinamarca, concluiu que pessoas muito expostas à fumaça de incenso possuem maior probabilidade de desenvolver tumores na garganta, boca e fossas nasais. Os cientistas avaliaram mais de 60 mil habitantes de Cingapura que não apresentavam sinais da doença entre 1993 e 1998 e os reexaminaram em 2005. Os resultados da avaliação comprovaram que a quantidade de pessoas que desenvolveram a doença era maior entre aquele que se expunham freqüentemente ao produto. O fato é explicado pela presença de alguns compostos cancerígenos nos incensos, como o benzeno. No entanto, o produto não foi associado a problemas no pulmão. A justificativa é que como a fumaça se espalha no ambiente, apenas uma pequena quantidade chega a esse órgão, não causando prejuízos mais graves. Preocupada com os possíveis riscos aos consumidores e com o aumento das vendas de incensos no Brasil, a Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Pró-Teste), testou cinco marcas do produto – todas indianas. Os testes mostraram que os produtos contêm substâncias prejudiciais à saúde. Contudo, como não existe uma legislação específica para o assunto, nem uma fiscalização por parte de órgãos públicos, o melhor a fazer é não acender os incensos em locais fechado, evitar aqueles que lançam muita fumaça, e claro, usar com moderação. 
Foto: Ianpozzobon  
Fonte: EcoD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.