quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Exploração de gás natural pode contaminar aquíferos

A exploração do gás natural pode contaminar água potável existente em camadas rochosas. A afirmação é de um estudo publicado na revista da Academia Americana de Ciências, a “PNAS”, segundo o qual a técnica utilizada pela extração do gás, o fraturamento hidráulico, facilita o vazamento do xisto em estado gasoso e a água salgada para os aquíferos, contaminando-os. O fraturamento hidráulico consiste na injeção, em alta pressão, de grandes quantidades de areia e água com componentes químicos, para liberar o gás existente nas camadas rochosas. Ambientalistas já haviam acusado a técnica de contaminar aquíferos e o ar. Os autores do estudo, pesquisadores da Duke University, analisaram os níveis de salinidade em uma área da Pensilvânia, nos Estados Unidos, e perceberam uma ligação natural entre vários depósitos de gás de xisto situados a 1,6 km de profundidade.  
Contaminação: Os exploradores afirmam que não há riscos para as águas subterrâneas, uma vez que os campos de gás estão bem abaixo das reservas aquíferas. Embora não tenham encontrado qualquer contaminação nas nascentes próximas, os pesquisadores verificaram a presença de altos níveis de salinidade, apontando para o risco de contaminação. No final do ano passado, o governo americano anunciou que pretende estabelecer normas nacionais para retirada de águas residuais oriundas da perfuração em poços de gás natural até 2014.
Foto: Fontes de água subterrânea podem ser contaminadas pela técnica de exploração/Marcio Cabral de Moura  
Fonte: EcoD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.