segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Arqueólogo encontra marcações de 28 mil anos em caverna da Austrália

Marcações encontradas em uma caverna no norte da Austrália podem ser as mais antigas obras de arte feitas em pedra já descobertas no país, afirma o arqueologista Bryce Barker, da Universidade de Queensland do Sul. Segundo ele, as marcas aborígenes foram feitas no abrigo conhecido como Nawarla Gabarnmang há 28 mil anos. Barker disse que fez a descoberta há um ano, mas somente agora os testes de carbono para verificar a idade das marcações foi concluído. Os resultados de sua pesquisa devem sair na próxima edição do Journal of Archaeological Science. Segundo ele, as marcações foram feitas com carvão, o que possibilitou calcular a idade da arte em pedra por datação de carbono. Boa parte das marcas é feita por tinta mineral, o que impossibilita ter a certeza do período em que foram feitas. "É inequivocadamente a mais antiga arte em pedra da Austrália" e uma das mais velhas do mundo, diz Barker. Sally May, arqueóloga da Universidade Nacional Australiana, descreveu a descoberta como "bastante significativa". "Não acho que ninguém vai se surpreender com a idade das marcações, porque sabemos que os humanos habitavam a região há muito tempo e não razões para a acreditar que eles não faziam arte", disse. Ainda de acordo com a pesquisa de Barker, há evidências de que a caverna onde as marcações foram encontradas foi ocupada por humanos por 45 mil anos. 
Foto: Marcações aborígenes foram encontradas no norte da Austrália, na região conhecida como 'Outback'/Bryce Barker/AP  
Fonte: estadao.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.