domingo, 11 de novembro de 2012

Cariocas podem levar óleo a mais de 300 pontos na orla da cidade

A orla do Rio de Janeiro, internacionalmente famosa pela garota de Ipanema e a calçada de Copacabana, possui ainda um colorido a mais: os catorze postos de salvamento, do Flamengo ao Pontal, e 309 quiosques de praia, do Leme à Prainha, recebem óleo de cozinha estocado em garrafa Pet, para transformá-lo em seguida em derivados como o sabão. O projeto, iniciado em agosto de 2008 pela Orla Rio, já recolheu mais de 73 mil litros de óleo de cozinha nos quiosques e, desde 2011, mais de 6 mil litros nos postos de salvamento. Cada litro de óleo de cozinha gera dois quilos de sabão. A iniciativa é fundamental para retirar do ambiente um dos maiores vilões da poluição hídrica. O óleo saturado contribui para a proliferação de ratos, baratas e insetos nas redes de esgoto. Quando entra em contato com a água do mar ele se decompõe e emite gás metano, que agrava o aquecimento global. Mais de 200 milhões de litros de óleo vão parar em rios e mares mensalmente.  
Coleta: “(A reciclagem de óleo) já é uma preocupação rotineira em estabelecimentos comerciais, como restaurantes e padarias, mas que ainda encontra pequena adesão nas residências. É comum as empresas de reciclagem recolherem o óleo produzido em restaurantes, por exemplo. Mas, nos bairros, não vemos com frequência postos de coleta para os cidadãos”, justificou a concessionária. Para fazer o descarte, o cidadão deve levar o óleo acondicionado em um recipiente consistente, como garrafas PET, até um dos postos de salvamento ou quiosques que oferecem o serviço. Cada unidade tem capacidade de recolher 50 litros de óleo por dia. A cada dois litros depositados, quem levar o material ganhará de brinde um produto de limpeza feito a partir do óleo reciclado. Além de sabão e detergente, o óleo reciclado pode virar composto na produção de resina para tintas, glicerina, ração para animais e até biodiesel. 
Foto: Maioria dos quiosques cariocas recebem óleo armazenado em garrafas Pet Foto: Felipe_Borges  
Fonte: EcoD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.