sábado, 31 de março de 2012

Aves famosas de Filmes e Desenhos – Parte I


1 – Coruja: Esta coruja é a conselheira de Bambi, no desenho da Disney. Sempre dá bons conselhos, apesar de às vezes, ser precavido por demais. Desenho de 1942. Famosa por sua sabedoria, é um animal de olhos sempre alertas.

2 – Archimedes: Outra coruja dos estúdios da Disney. É uma rabugenta Coruja que pertence ao mago Merlin no desenho A Espada Era a Lei. A coruja de Merlin, Archimedes, é uma ave que fala, com senso de humor sarcástico e um tanto quanto rabugenta. Archimedes é o grande trunfo do desenho e está presente nas cenas mais engraçadas.

3- Bobby: Esta pomba é a líder do trio de mafiosos no desenho Animaniacs. Bobby é o cérebro da operação onde seu principal trabalho é impedir que Pesto mate :Squit, mesmo que ele tenha que se envolver no meio da briga.

4 - Capitão Boing: O piloto atrapalhado de Duck Tales e Darkwing Duck. Capitão Boing é um valente piloto, de bom coração e com uma incrível marca de acidentes aéreos em sua carreira. Uma de suas frases características é: "Se tem asas, eu posso derrubar". É um desenho da Disney e vive aventuras com Tio Patinhas e seus sobrinhos.

5 - Chiken Little: O pintinho herói do filme de mesmo nome. Na cidade de Oakey Oaks, Chicken Little toca o sinal do colégio e manda que todos "corram por suas vidas, o céu está caindo!". Toda a cidade fica em pânico. Após muita confusão e alienígenas, o pintinho se torna herói.

6 – Camilla: O grande amor do Muppet Gonzo, amigo de Caco e Pig. Ela é uma galinha branca. Ao contrário dos outros personagens, ela não é humanizada, guarda todas as características de uma ave.

7 – Sr. Corujão: Mais uma coruja dos estúdios Disney, pertencendo ao desenho do Ursinho Pooh. Corujão é uma coruja macho que vive no Bosque dos 100 Acres é o mais velho dos animais deste bosque. Também vive sempre dando conselhos, ensinando e contando histórias de sua vida para os outros personagens, que gostam de ouvi-lo falar. É o único habitante do Bosque que sabe ler.

8 - Cuco Dodô: O pássaro doido da Malucolândia em Tiny Toons sendo o último dos lendários pássaros Dodô. Ele vive em uma região selvagem de Acme City, um lugar onde a lógica e as leis da física não tem lugar. Cuco é a síntese do personagem de desenho animado, incontrolável e imprevisível.

9 – Condorinho: Esta ave é um urubuzinho amável mas não muito inteligente. Devagar quase parando, ele nunca toma decisões por ele mesmo, sempre precisa das dicas de outros personagens como Perninha ou Lilica. do Tiny Toons.

10 -Diablo: É um corvo, companheiro inseparável da bruxa Malévola no desenho Bela Adormecida da Disney.

11 -Edwiges: Uma coruja que é fiel parceira de Harry Potter, no filme de mesmo nome. Edwiges é mais do que uma coruja, é um familiar: um animal mágico dos bruxos. Ela ajuda Harry a entregar e receber recados e principalmente faz companhia para o jovem aprendiz quando chega a época de férias em Hogwarts. A coruja é a única lembrança de Hogwarts quando Harry tem que ficar com seus tios trouxas, por isso ele gosta tanto dela.

12 - Faísca e Fumaça: São dois corvos gêmeos idênticos que vivem atacando o milharal no desenho de mesmo nome, produzido nos anos 40, sendo que os primeiros desenhos são em preto e branco. No Brasil ficaram famosos nos anos 60 e 70. São espertalhões e vivem aprontando com todos os que encontram no caminho. Eles sempre tentam roubar algo, por isso acabam se metendo em confusão.
Fontes: Fontes: Grande Enciclopédia Larousse Cultural, Nova Cultural; adorofilmes.com.br; wikipedia; interfilmes.com; disney.go.com; cinemaclassico.com; adorocinema.com; petmag.uol.com.br
Maria Celia Amorim

Inseto mau ator também consegue o que quer


As chamadas moscas-das-flores tentam imitar outros insetos, como abelhas e vespas, para despistar predadores. Más atrizes, elas não conseguem ficar tão parecidas com os insetos que tentam copiar, mas não são prejudicadas pela fraca atuação, segundo um estudo publicado na revista “Nature” no dia 22 de março. A falta de fidelidade na imitação já motivou um intenso debate científico, na tentativa de descobrir porque os insetos que são maus atores não foram eliminados pela seleção natural. O estudo publicado na “Nature” analisou pela primeira vez diversas hipóteses e afirma que encontrou uma resposta plausível. As moscas-das-flores não aperfeiçoaram as técnicas de imitação porque isto não foi necessário para a sobrevivência da espécie, dizem os pesquisadores. Elas não seriam uma presa tão vantajosa para os predadores e por isso enfrentaram uma seleção natural menos intensa, conhecida como “seleção relaxada”.
Método: Para chegar a esta hipótese, os pesquisadores compararam diversas características físicas de 35 espécies de moscas-das-flores, como tamanho de diferentes partes do corpo e cores. Baseados nestas informações, eles calcularam uma primeira medida de fidelidade de mimetismo (quando um ser vivo copia características de outro). A segunda medida foi obtida com a ajuda de voluntários, que tiveram acesso a fotos das diferentes espécies e votaram sobre a qualidade da imitação. Além de criar estas duas medidas, os cientistas calcularam a abundância das espécies. Após comparar os indicadores, eles verificaram que as moscas-das-flores que eram piores atrizes não eram prejudicadas e continuavam abundantes na natureza.
Foto: Imagem mostra uma mosca-das-flores e a vespa que ela tenta imitar. (Foto: Divulgação / Steve Marshall )
Fonte: G1

Gavial: um raro e assustador crocodilo

O gavial é a única espécie de crocodilo do gênero Gavialis. Ele pode ser encontrado em alguns países da Ásia como Índia, Paquistão e Nepal, porém será muito difícil avistar um gavial porque estima-se que existam menos de 300 indivíduos no mundo. Esta espécie difere dos demais crocodilos pelo seu focinho alongado e estreito, o maior entre os crocodilos. Além disto, é a única espécie que possui dentes que ficam exteriorizados mesmo quando o animal está de boca fechada, o que dá um tom aterrorizante ao animal, que não ataca humanos. Ele prefere se alimentar de peixes.O gavial é essencialmente aquático. Ele raramente sai da água por não se locomover bem no solo. Sua técnica para caça é curiosa. O animal fica apenas com todo o corpo dentro da água, com os olhos fora, para surpreender a presa. Sua visão é muito apurada e é excelente para caçar durante a noite. O gavial pode chegar a até 6 metros e pesar até 180 kg. Ele costuma viver cerca de 45 anos.
Se você quiser saber mais sobre ele, acesse Gavial em “Bichos Feios” no nosso Blog.
Fonte: Rede Ambiente

Desmatamento interfere pouco no degelo global


Uma análise realizada por pesquisadores da Universidade Innsbruck, na Áustria, aponta que as mudanças no uso da terra e o desmatamento ilegal de florestas podem não contribuir para a aceleração do degelo no planeta. Os cientistas divulgaram no dia 6 que tomaram como exemplo o topo do Monte Kilimanjaro, localizado na África Oriental, numa região que sofreu uma diminuição significativa das florestas nas altitudes entre 1.800 e 3.000 metros -- por conta da derrubada ilegal e aumento dos incêndios florestais desde os anos de 1970. Os pesquisadores realizaram medições da massa de gelo e meteorológicas por dez anos, o que contribuiu para que o estudo fosse mais abrangente e apontasse alguma ligação entre a perda da floresta a redução da geleira.
Pouco impacto: Os resultados, obtidos a partir de uma metodologia que utilizou elementos climáticos como temperatura, umidade, radiação, precipitação, além da massa de gelo, mostraram que a mudança no uso do solo alterou o sistema de chuvas sobre as geleiras, mas com diferentes efeitos nos campos de gelo Norte e Sul da montanha (aumento e diminuição, respectivamente). “Dependendo da estação, as chuvas não contribuem com mais de sete dos 17% de perda da massa glacial no setor sul do Kilimanjaro. Nós, portanto, não podemos confirmar a hipótese de que o desmatamento na região contribui significativamente para a perda das geleiras”, disse Thomas Mölg, climatologista e responsável pelo estudo. Apesar de não comprovar uma ligação direta do desmate com o degelo, os cientistas ficaram preocupados com a modificação do regime de chuvas. “O desflorestamento diminui significativamente as chuvas na região da média-montanha – cerca de dois quilômetros abaixo da geleira”, afirma o pesquisador. A investigação sugere que isto afetaria os reservatórios de água local, reduzindo a oferta para a população.
Foto: Monte Kilimanjaro, localizado entre a Tanzânia e o Quênia, foi local pesquisado por cientistas. (Foto: Denis-Huot/hemis.fr/AFP)
Fonte: G1

Mostra em Londres exibirá cérebro de Einstein

Um pedaço do cérebro de Albert Einstein (1879-1955) é um dos destaques da exposição 'Cérebro: A Mente como Matéria', em cartaz a partir do dia 29 de março até 17 de junho no centro de exposições Wellcome Collection, em Londres. A mostra tem como objetivo explorar o que os humanos fizeram com cérebros em nome da medicina, da pesquisa científica, das relações sociais e da tecnologia, reunindo 'o que artistas e cientistas investigaram, nas últimas centenas de anos, sobre a natureza cerebral -- medindo, classificando, mapeando e tratando' os órgãos, explicam os organizadores da exposição. É a primeira vez que uma parte do cérebro de Einstein será colocado em exibição na Grã-Bretanha. O corpo do genial cientista foi cremado, mas, segundo o jornal 'The Guardian', o patologista Thomas Harvey, responsável pela autópsia, disse que o filho de Einstein deu-lhe permissão para preservar o cérebro para pesquisas -- alegação que posteriormente foi contestada. Harvey dividiu o cérebro em 240 partes, e duas delas estão sendo exibidas em Londres. A mostra também conta com cerca de outros 150 objetos, entre cérebros inteiros preservados, desenhos do órgão, vídeos, fotos e manuscritos com estudos. Segundo os organizadores, esses objetos mostram 'a longa jornada para manipular e decifrar o mais especial e misterioso dos órgãos humanos, cujos segredos continuam a nos confundir e inspirar'.
Cérebro mumificado: O curador convidado da exposição, Marius Kwint, disse à BBC que outro destaque é um cérebro mumificado do Egito Antigo, de quase 5 mil anos atrás. Também estão expostos cérebros preservados de pessoas completamente diferentes entre si: por exemplo, o do assassino do século 19 Edward Rulloff, dono de um dos maiores cérebros de que se tem notícia, acusado de ter matado sua mulher e filho e sentenciado à morte em 1871, por um outro assassinato cometido em Nova York em 1871; e o de Helen H. Gardener (1853-1925), uma respeitada defensora do voto feminino, que doou seu cérebro à ciência na tentativa de provar que cérebros de homens e mulheres eram igualmente capazes.

Foto 1: Cérebro de Einstein foi fatiado pelo médico que fez sua autópsia, em 1955 (Foto: AFP/via BBC)

Foto 2: Denis Balibouse/Reuters; Mostra terá cérebros inteiros preservados, desenhos do órgão e outros objetos

Foto 3: Einstein; Ronen Zvulun/Reuters



Fontes: G1; estadao.com.br

sexta-feira, 30 de março de 2012

Elefantes Famosos


1 - Tantor: É um elefante fictício, que apareceu na obra Tarzan dos Macacos de Edgar Rice Burroughs. Na animação dos estúdios Disney, ele é amigo de infância de Terk e Tarzan. De 1999.
Tantor normalmente parecia ser tímido e até mesmo um covarde extremoso que era facilmente assustado. No entanto, ele se importava profundamente com seus amigos e às vezes mostrava bravura considerável apesar de normalmente aparecer ser muito covarde.

2 - Shep: É o elefante do filme George, o Rei da Floresta, dos estúdios Disney, de 1997. Este elefante pensa que é um cachorro e age como tal. Ele é a mascote elefante de George. George acredita que Shep é um cachorro. Ninguém tem coragem de dizer que Shep na verdade é um elefante.

3 - Elefantástico: Elefantástico é um agente secreto de peso: um elefante. Na luta contra o crime e para desvendar mistérios não há ninguém igual. É ele, o mais temido, o mais inteligente, o mais misterioso combatente do crime: Elefantástico. Ao seu lado temos Tagarela, seu amigo e companheiro de aventuras. Para eles não existe "Missão Impossivel". De 1977, dos estúdios Hanna-Barbera.

4 - Golias: Do desenho Meu Amigãozão, que é uma série brasileira exibida no canal Discovery Kids. Cada personagem tem seu "Amigãozão". Golias é o amigãozão de Yuri e é um elefante azul. Golias é carinhoso, gosta de atuar, fantasiar-se, experimentar coisas novas e brincar ao ar livre. Golias também é muito medroso, e seus dentes rangem de medo se as luzes são apagadas.

5 – Dumbo: Desenho da Disney de 1941. O personagem principal é Jumbo Jr., um elefante que é cruelmente apelidado de Dumbo (em Inglês, "estúpido"). Ele é ridicularizado por suas orelhas muito grandes, mas descobre que pode voar utilizando-as como asas. O desenho se passa no cenário de um circo.

6 – Efalante: Este é um elefante amigo do ursinho Pooh e dos outros moradores da floresta dos 100 Acres. Os efalantes são criaturas grandes e os adultos podem chegar ao tamanho de um elefante. Eles possuem uma tromba e são muito semelhantes a elefantes, porém são roxos, não tem presas e possuem uma cauda de coelho.




7 - Jotalhão: O Jotalhão é um elefante, personagem de história em quadrinhos, criado por Maurício de Sousa em 1962. Ele é um elefante verde e desajeitado, protetor das matas contra os caçadores. Às vezes ele come e arrota muito. Possui muitos amigos na Turma da Mata.


Fontes: Grande Enciclopédia Larousse Cultural, Nova Cultural; adorofilmes.com.br; wikipedia; interfilmes.com; disney.go.com; cinemaclassico.com; adorocinema.com; petmag.com
Maria Celia Amorim

Cientistas encontram vírus da gripe A em morcegos na Guatemala


Cientistas trabalhando na Guatemala encontraram fragmentos do vírus da gripe A (H1N1) em uma espécie de morcegos chamada Sturnira lilium. A linhagem achada dentro desses animais na América Central é diferente de todas as outras que circulam na natureza. Este é o primeiro registro de pedaços do micro-organismo dentro de mamíferos alados. Ainda que a maior parte das variáveis do vírus da gripe A circulem em meio aquosos, as mais perigosas são aquelas que usam mamíferos como reservatórios. A pesquisa contou com 316 morcegos de 21 espécies, capturados em 8 locais no Sul da Guatemala dentro de um período de dois anos. Apenas 3 deles continham o vírus, todos da espécie Sturnira lilium, caracterizada por mamíferos pequenos com ombros amarelados. Os cientistas tentaram propagar o vírus em culturas de células e em embriões de galinhas, mas as tentativas falharam. O grupo acredita que a disseminação desta variante do vírus também seja diferente na comparação com as versões já conhecidas do micro-organismo. É possível que morcegos tenham contraído o vírus há centenas de anos, permitindo que as inúmeras mutações do vírus originassem, com o tempo, o novo tipo do agente patológico entre a população de morcegos na Guatemala.
Foto: Vírus da gripe A foram descobertos na espécie de morcegos 'Sturnira lilium'. (Foto: Amy Gilbert / AP Photo)
Fonte: G1

Guarda-rios: a ave que espera a hora certa de atacar

Os guarda-rios são aves de pequeno a médio porte (10 a 46 cm de comprimento), de plumagem colorida e pescoço curto, com a cabeça relativamente grande em relação ao corpo e um bico longo e robusto. As asas são arredondadas e a sua cauda é curta na maioria das espécies. As patas são pequenas e com os dedos frontais fundidos. A plumagem é exuberante com frequência de cores azuis ou verdes. A forma do bico varia de acordo com tipo de alimentação e com as condições ambientais, sendo achatada lateralmente nas espécies piscícolas (que se alimentam de peixes) ou dorso-ventralmente nas insetívoras. Algumas espécies de guarda-rios que alimentam-se no solo à base de frutos têm o bico bem mais curto, pois não precisam pescar peixes. As espécies piscícolas contam com o apurado sentido de visão para localizar a presa dentro da água, que caçam através de mergulhos picados, por isto também são conhecidos como pica-peixes.A maioria das espécies não apresenta dimorfismo sexual. Os juvenis são semelhantes aos adultos e distinguem-se pela plumagem menos colorida. Algumas espécies são aves monogâmicas que vivem em casais para o resto da vida.
Fonte: Rede Ambiente

Cisne apelidado 'Tyson' ataca quem invadir canal no Reino Unido


Um cisne com cerca de 1,20 metro, mas com uma envergadura que pode chegar a mais de 2 metros, se tornou o pesadelo de muitos moradores de Bugbrooke, no Reino Unido. Segundo o jornal britânico “Daily Mail”, a ave chamada de “Tyson” (em referência a Mike Tyson, ex-lutador de boxe dos Estados Unidos) tenta derrubar qualquer pessoa que passe por um canal de águas calmas, impedindo o tráfego de caiaques e pequenos barcos pelo local. Segundo remadores e até pedestres que passam próximo ao habitat do pássaro, o ataque é violento. As “vítimas" relatam que o cisne, apelidado também de “besta branca”, bate as asas de maneira tão forte e consegue alcançar rapidamente qualquer um que tiver a ousadia de entrar no canal para enfrentá-lo. Um vídeo curto mostra como o cisne reage à invasão do canal. Biólogos afirmaram à reportagem da publicação que esta espécie se torna muito territorialista nos períodos de reprodução e por isso ficam agressivos com a presença de intrusos. Os moradores de Bugbrooke já acionaram as autoridades para afastar a ave do canal.
Foto: Cisne apelidado de "Tyson" ataca remadores e pedestres que passam próximo a um canal do Reino Unido. (Foto: Reprodução)
Fonte: G1

Filhotes de babuínos gesticulam como bebês humanos


Ao observarem bebês humanos e de macacos babuínos, pesquisadores da Universidade de Estrasburgo, na França, perceberam que ambos gesticulam de maneiras parecidas -- o que pode indicar que as espécies possuem um sistema comum de comunicação gestual. A equipe de pesquisadores, liderada por Helene Meunier, observou que os dois “bebês”-- humanos e macacos -- usam mais a mão direita para gesticular do que para fazer tarefas simples. Com isso, o grupo se apoia na hipótese de que o desenvolvimento da linguagem, que ocorre na parte esquerda do cérebro humano, funcione da mesma forma nos babuínos. Os resultados foram divulgados no dia 22 de março em artigo científico na revista "PLoS One". Os estudiosos descobriram que a preferência de mão das crianças e dos babuínos depende, no entanto, da localização do objeto, já que não houve preferência significativa pela mão direita ao apontá-la com gestos, mesmo quando o estímulo estava mais próximo da mão esquerda. Os autores concluem que seus resultados apontam para um sistema comum de comunicação gestual localizado no hemisfério esquerdo do cérebro, local onde, com a evolução da espécie dos seres humanos, foi "invadido" pela vocalização para se tornar linguagem.
Foto: Babuíno tem cerca de um mês e recebe cuidados ao lado da família (Foto: Maurilio Cheli/SMCS )
Fonte: G1

quinta-feira, 29 de março de 2012

Felinos Famosos do Cinema e dos Desenhos – Parte VII


66 – Rajah: Tigre de estimação de Jasmine, no desenho da Disney Aladdin de 1992. Rajah primeiro não gostava muito de Aladdin , e muitas vezes rosnou para ele, mas até o final do filme ele se tornou mais amigável. Durante o desenho ele é transformado em um filhote por Jafar , quando ele tenta ajudar, embora mais tarde ele volta a ser adulto quando Jafar é derrotado. Ele ama muito sua dona e a protege sempre.

67 – Haroldo: É o tigre de pelúcia e maior parceiro de Calvin. Personagem criado para uma série de tiras publicadas em jornais do mundo todo. De 1985. Ele que tem como companheiro Calvin, um menino de 6 anos. Este tigre é sábio e sardónico, que para ele está tão vivo como um amigo verdadeiro, mas para os outros não é mais que um tigre de pelúcia.

68 – Pantera Cor-de-Rosa: Desenho de 1964. A Pantera Cor-de-Rosa é uma pantera fictícia que apareceu originalmente na abertura do filme A Pantera Cor-de-Rosa. O sucesso foi enorme e fez com que fosse produzida uma série de desenho animado. Os mais de 120 episódios tiveram em média seis minutos de duração.

69 – Shere Khan: É o tigre que quer destruir Mogli durante o filme Mogli, O Menino Lobo da Disney de 1967. Ele é um tigre sedutor, poderoso, mortal e sofisticado, sendo derrotado por Baloo, o urso amigo do menino. É o tigre ameaçador do desenho.

70 – Baguera: É uma velha e esperta pantera no desenho Mogli, O Menino Lobo da Disney. É o protetor de Mogli durante o desenho e amigo de Baloo, apesar de discordar dele em alguns momentos da estória, mas sempre estão juntos.

71 – Príncipe João: Leão personagem do desenho Robin Hood da Disney, de 1973. Ele é um covarde e um bebê chorão, que depois que traiu seu irmão Ricardo mandando-o para uma cruzada, ele assume a coroa e se torna um pouco um ditador, deixando seus súditos na pobreza. Ele vive chupando o dedo, o que o torna muito infantil e inseguro. Ele é ganancioso e ama o dinheiro mais do que qualquer outra coisa no mundo, e sempre encontra maneiras de roubar e enganar o seu povo na busca de riqueza. Seu único inimigo é Robin Hood, uma raposa esperta que sempre o engana.

72 – Fat Loui: É o gatinho da Princesa Mia, do filme o Diário de Uma Princesa, da Disney de 2001. Escrito por Meg Cabot. Ele é o companheiro e escuta tudo o que a princesa tem para desabafar. Seu amigo confidente.

73 – Lippy: Lippy era um leão, andando sempre na companhia de seu amigo Hardy. Desenho dos estúdios Hanna-Barbera de 1962. O otimista Lippy tentava animar seu companheiro sempre dizendo: "Calma, Hardy!".

74 – Leão das Montanhas: Desenho dos estúdios Hanna-Barbera do ano de 1961. O desenho vivia contando as aventuras de um leão cor-de-rosa que adorava dizer frases engraçadas e muito criativas. Mas, apesar de ele ser um leão azarado, tudo que ele fazia, acaba no final se tornando pior do já estava. Seus bordões também ficaram famosos e deixou uma marca inesquecível para os fãs da série: o genial jogo de cintura para sair de situações complicadas. Como “Saída, pela esquerda”.

75 – Brutus: Leão de estimação do desenho Os Muzzarelas. Era um leão covarde e que vivia aprontando. Ele era considerado o cãozinho doméstico da casa. Os Muzzarelas é um desenho dos estúdios Hanna-Barbera de 1972. Eles vivam na Roma Antiga e todas as suas aventuras aconteciam na cidade e com a vizinhança.

Fontes: Grande Enciclopédia Larousse Cultural, Nova Cultural; adorofilmes.com.br; wikipedia; interfilmes.com; disney.go.com; cinemaclassico.com; adorocinema.com; petrmag.com; disneywikia.com
Maria Celia Amorim

Maior parque eólico da África será construído no deserto queniano

O maior lago permanente do mundo em um deserto, o Turkana, vai ganhar um vizinho especial. Aproximadamente 365 turbinas transformarão a zona árida do Quênia no maior parque eólico da África. A intenção é explorar os ventos na região que sopram regularmente e atingem uma velocidade média de 11 metros por segundo. A energia gerada pela usina em pleno funcionamento deverá ser suficiente para suprir 30% da necessidade do Quênia. O projeto foi financiado pelos Estados Unidos, Holanda e Dinamarca. Entre estudos e construção, o parque levou sete anos para ficar pronto. A previsão é que a obra seja finalizada ainda em junho, contudo, somente a partir de 2014, o parque começará a gerar eletricidade. A capacidade total de 300MV deve ser atingida até 2015. A energia gerada pela central eólica será transportada por uma linha aérea de 428 quilômetros até a companhia elétrica do Quênia, para que seja distribuída pelo país. As autoridades locais afirmam que o projeto vai gerar, desenvolver a infraestrutura e impulsionar a economia da região.
Foto: A capacidade total do parque eólico, de 300MV, deve ser atingida até 2015/Foto: Sxc.hu
Fonte: EcoD

Formiga leão: o assustador inseto do deserto


Conhecido como formiga leão, os insetos deste gênero não se assemelham nenhum pouco com os animais que designaram seu nome, muito pelo contrário. Quando larvas, se parecem com besouros e quando adultos com libélulas. Podem ser encontrados nas regiões áridas e arenosas. Quando jovens, constroem uma espécie de funil cônico para servir de moradia. Esses funis são também armadilhas para as suas presas, já que a formiga fica embaixo, esperando a presa cair e ser capturada.Os mais novos possuem mandíbulas bem grandes e alimentam-se de pequenos artrópodes. Já os adultos preferem pólens e néctares e são ativamente noturnos. Eles também costumam picar qualquer ser humano que esteja distraído. Esta família consiste em aproximadamente 2 mil espécies. Todas elas também podem ser chamadas de dragão de areia.
Fonte: Rede Ambiente

Aquecimento está perto de ser irreversível

O aquecimento global está próximo de se tornar irreversível, o que torna esta década crítica nos esforços para preveni-lo, disseram cientistas no dia 26 de março. As estimativas científicas diferem, mas é provável que a temperatura mundial suba até 6ºC até 2100, caso as emissões de gases do efeito estufa continuem aumentando de forma descontrolada. Mas, antes disso, haveria um ponto em que os estragos decorrentes do aquecimento -como o degelo das camadas polares e a perda das florestas- se tornariam irrecuperáveis. "Essa é uma década crítica. Se não revertermos as curvas nesta década, vamos ultrapassar esses limites", disse Will Steffen, diretor-executivo do instituto para a mudança climática da Universidade Nacional Australiana, falando em uma conferência em Londres. Apesar dessa urgência, um novo tratado climático obrigando grandes poluidores como EUA e China a reduzirem suas emissões só deve ser definido até 2015, para entrar em vigor em 2020. "Estamos no limiar de algumas grandes mudanças", disse Steffen. "Podemos... limitar o aumento das temperaturas a 2ºC, ou cruzar o limite além do qual o sistema passa para um estado bem mais quente." No caso das camadas de gelo, cruciais para desacelerar o aquecimento, esse limiar provavelmente já foi ultrapassado, segundo Steffen. A capa de gelo da Antártida ocidental já encolheu na última década, e a região da Groenlândia perde 200 quilômetros cúbicos de cobertura por ano desde a década de 1990. A maioria dos especialistas prevê também que a Amazônia se tornará mais seca em decorrência do aquecimento. Uma estiagem que tem matado muitas árvores motiva temores de que a floresta também poderia estar perto de um ponto irreversível, a partir do qual deixará de absorver emissões de carbono e passará a contribuir com elas. Cerca de 1,6 bilhão de toneladas de carbono foram perdidas em 2005 na floresta tropical, e 2,2 bilhões de toneladas em 2010, o que reverte cerca de dez anos de atividade como "ralo" de carbono, disse Steffen. Um dos limites mais preocupantes e desconhecidos é do "permafrost" (solo congelado) siberiano, que armazena carbono no chão, longe da atmosfera. "Há cerca de 1,6 trihão de toneladas de carbono por lá -cerca do dobro do que existe hoje na atmosfera-, e as latitudes setentrionais elevadas estão experimentando a mudança de temperatura mais severa em qualquer parte do planeta", disse ele. No pior cenário, 30 a 63 bilhões de toneladas de carbono por ano seriam liberadas até 2040, chegando a 232 a 380 bilhões de toneladas por ano até 2100. Isso é um volume bem mais expressivo do que os cerca de 10 bilhões de toneladas de CO2 liberadas por ano pela queima de combustíveis fósseis.
Foto: Getty Images; Pesquisas afirmam que degelo das camadas polares e perda das florestas se tornariam irrecuperáveis
Fontes: Último Segundo; G1

Restos do 'Homem de Pequim' estariam sob estacionamento na China

Depois de 70 anos de mistério e buscas sem resultados, um novo estudo histórico conduzido por especialistas da África do Sul e da China assegura que os restos perdidos do chamado "homem de Pequim", um dos mais antigos ancestrais já descobertos pelo homem, estão enterrados em uma área onde atualmente existe um estacionamento. Essas são as conclusões do professor sul-africano Lee Berger, da Universidade de Witwatersrand, que recebeu a ajuda de dois pesquisadores do Instituto de Paleontologia de Pequim para tentar acabar com um os grandes enigmas arqueológicos do século XX e encontrar fósseis considerados fundamentais para compreender a origem do ser humano. Os fósseis teriam se perdido durante a Segunda Guerra Mundial, em 1941, quando o Exército dos Estados Unidos tentava removê-los da China, para protegê-los dos japoneses. Os rastros, porém, se perderam no porto de Qinhuangdao, durante os combates. Mais de sete décadas depois, os pesquisadores afirmam que o restos do Homo Erectus Pekinensis poderiam estar sob uma zona agora densamente urbanizada de Qinhuangdao, onde a grande muralha encontra o mar e onde, na época da Segunda Guerra, havia uma base militar americana. O estudo, publicado neste mês no South African Journal of Science e repercutido nesta segunda-feira, 26, no jornal China Daily, se baseia nas teorias de um soldado americano, Richard Bowen, que diz ter visto os fósseis em 1947. O militar, agora com mais de 80 anos, estava na base quando esta foi capturada e diz se lembrar de "caixas com fósseis" enterradas, o que os especialistas acreditam ser os restos do Homem de Pequim. "Cavamos vários buracos para colocar as metralhadoras, e em um deles encontramos caixas cheias de ossos. Era de noite e tivemos um pouco de medo, e então colocamos tudo no buraco e começamos a cavar outro. Depois, fomos evacuados da base", disse Bowen aos pesquisadores. Graças a essas informações, o estudo afirma que o lugar mais provável de onde se encontram essas caixas é um estacionamento da área de armazéns da Companhia de Exportação e Importação de Alimentos de Hebei. Apesar de desaparecidos, os fósseis têm sido estudados por meio das cópias feitas durante a década de 30. Os restos do Homem de Pequim pertencem a ao menos seis antepassados e foram encontrados entre 1929 e 1937 por antropólogos suecos, canadenses e austríacos em Zhoukoudian, ao sul de Pequim. Os fósseis têm entre 300 mil e 500 mil anos de idade, de acordo com especialistas, e poderia dar informações importantes sobre a expansão do homem na Ásia.
Foto: Busto do 'Homem de Pequim' exposto em Zhoukoudian, onde foram encontrados alguns fósseis
Fonte: estadao.com.br

quarta-feira, 28 de março de 2012

Felinos Famosos do Cinema e dos Desenhos – Parte VI



56 - Mestre Tigresa: Personagem do desenho Kung Fu Panda. Um dos Cinco Furiosos. Tigresa é a mais forte e destemida de todos os mestres Kung Fu. Mas mesmo os mais fortes podem estar errados e a Tigresa aprende que o destino, ás vezes, chega de formas inesperadas. De 2008.

57 - Tai Lung: Tigre da neve do desenho Kung Fu Panda. Antigo aprendiz da luta e que quer tomar o pergaminho em seu poder. Ele era o filho adotivo do Mestre Shifu e que foi treinado por ele para ser o Mestre Dragão da profecia. Por ser mau ficou preso por 20 anos e quando volta luta com Po para tentar tomar seu lugar.

58 - Tigrão: Tigrão é um personagem do filme O Ursinho Pooh. Ele é um bichinho cheio de energia que adora pular com sua cauda pelo Bosque dos 100 Acres. Ele é muito ativo e costuma ter muitas ideias, algumas não tão boas para se divertir. Geralmente, ele não pensa muito antes de fazer as coisas, é muito agitado e costuma afirmar coisas absurdamente erradas sem ter consciência disto. Tigrão é simpático e costuma estar disposto a ajudar, mas ele quase sempre é, sem querer, causa de confusões no Bosque.

59 - Golias: Do desenho O Jovem Sansão, dos estúdios Hanna-Barbera de 1967. É a história de um jovem e seu cachorro, andando pelo país em sua lambreta. Assim que Sansão unia seus braceletes dourados, se transformava em um super-herói, com super força, agilidade e podendo até voar. Seu cachorro Golias virava um enorme leão, que soltava raios poderosos dos olhos. Ambos combatiam vários vilões nas suas andanças.

60 - Alex: Leão do filme de animação Madagascar. Rei do zoológico de Nova Iorque, do Central Park. Gosta muito de sua fama no zoológico e ele também mostra uma paixão pelo bife, embora observações depois que sushi tem um gosto melhor. Da DreamWork.

61 – Mufasa: Rei leão pai de Simba no desenho O Rei Leão da Disney do ano de 1994. A morte do rei Mufasa foi a primeira morte de um personagem da Disney assistida pela platéia. É o pai de Simba, irmão de Scar e avô de Kiara, além de sogro de Nala e marido de Sarabi. É um pai protetor e corajoso. Não foge do dever. É o oposto de seu irmão, o maquiavélico Scar.

62 – Scar: É o invejoso e maldoso irmão de Mufasa, que planeja livrar-se do sobrinho e assumir o trono do Reino, no desenho O Rei Leão.

63 – Simba: É o filhote que se torna rei durante o desenho O Rei Leão da Disney, de 1994. Este desenho foi baseado na história de Shakespeare, Rei Lear. Simba é o protagonista da trilogia de O Rei Leão. Ele é filho único de Mufasa e de Sarabi, marido de Nala, pai de Kiara e sogro de Kovu. Ele é o mais forte leão do reino.

64 – Kovu: Ele é filho de Zira e adotivo de Scar, genro de Simba e Nala e noivo de Kiara no desenho O Rei Leão. Ele foi o escolhido por Scar para ser o herdeiro do trono mas se envolve com Kiara e acaba por unir os bandos dos leões. No desenho O Rei Leão.

65 – Kiara: Kiara é a filha de Simba e de Nala que vive junto a Pedra do Rei no reino no desenho O Rei Leão da Disney. Ela se une a Kovu e acreditando nele, descobrem juntos que podem viver como futuros reis.





Fontes: Grande Enciclopédia Larousse Cultural, Nova Cultural; adorofilmes.com.br; wikipedia; interfilmes.com; disney.go.com; cinemaclassico.com; adorocinema.com; petrmag.com; disneywikia.com
Maria Celia Amorim