quarta-feira, 6 de março de 2013

Olhos azuis e canto permitem identificar duas espécies de corujas

Cientistas da Universidade do Estado de Michigan, nos Estados Unidos, identificaram duas novas espécies de corujas das Filipinas. Os animais eram conhecidos há cerca de 15 anos, mas só agora houve a confirmação de que se tratam de novos tipos de animais, dizem os pesquisadores. Uma das espécies, chamada de Ninox rumseyi, era considerada extinta até agora, diz a pesquisadora Pam Rasmussen, responsável pela descoberta. Na região filipina de Cebu, onde a coruja-águia foi encontrada, o desmatamento praticamente acabou com as florestas. A espécie foi identificada graças ao seu canto diferente do pio de outras corujas, disse Pam em entrevista ao site da universidade. "As corujas não aprendem a cantar. O som faz parte do seu DNA, é usado para atrair parceiros ou defender o território. Então se um chamado é diferente, deve ser uma nova espécie", afirma a pesquisadora. A outra coruja-águia, a Ninox leventisi, foi encontrada na ilha filipina de Camiguin. Ela possui olhos azuis, o que a diferencia de outras espécies. Além disso, o animal possui canto e características físicas distintas, segundo o estudo. A demora para o reconhecimento da espécie ocorreu porque há uma variação muito grande entre as corujas e porque o canto das duas espécies não havia sido objeto de estudo, de acordo com a pesquisadora.
Foto: Ilustração mostra espécies de corujas descobertas nas Filipinas (Foto: John Gale/MSU/Divulgação)
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela visita. Deixe sua crítica e sugestão para aperfeiçoarmos o blog. Abraços e Volte Sempre.